INSÔÔNIA.com
O melhor jogo online
Não é uma boa ideia levar a ex pra viajar junto com você e a atual – Aconteceu Comigo
fev
07
2018

garoto do bueiro

Olá pessoal!!

Gosto muito do blog de vocês, na minha opinião é um dos melhores blogs de humor da atualidade e com certeza o que traz temas mais diversificados! Sinceramente a princípio passava meio “batida” pelo “aconteceu comigo” mas de uns tempos pra cá tenho lido as histórias e dando altas risadas… Resolvi contar a minha (parece que o mundo dá voltas não é mesmo??).

Pra começar minha história, tenho que dizer que sou mulher, bem gay, bem resolvida e muito bem amada obrigada. Certa vez, lá pelos meus 18 aninhos, fui pra uma praia do litoral paulista com minha ex-namorada (já era ex naquela época) a quem chamaremos aqui de Demônia, dois de meus melhores amigos e a atual da minha ex a quem chamaremos de Shamoo.

Pois bem, já comecei bem errada indo pra praia com minha ex e a atual dela, bela situação. Fomos pra praia, pra chegar até a cidade que nos hospedaríamos tivemos que pegar uma balsa, chegamos na casa alugada e tudo correu muito bem, até o segundo dia de viagem (de um total de 5). No segundo dia Demônia e Shamo não estavam se entendendo muito bem, Demônia sempre teve um temperamento difíííííícil e eu vendo as duas brigar só conseguia pensar em “DEUS PAI OBRIGADA POR ME LIVRAR DESSE EMBUSTE” e além de ficar com dó da Shamoo por ter que aturar Demônia.

Dia de sol na praia, eu, Shamoo e meus amigos nos divertindo horrores enquanto Demônia estava lá, com a cara mais fechada do planeta, nos fuzilando com olhares. Sol se põe, voltamos pra casa alugada e começam os famigerados jogos etílicos. Todos participam, menos Demônia. Demônia estava no seu quarto, deitada lendo um livro e em determinado ponto de nossa brincadeira (quando já estávamos todos muito bêbados), veio até a sala pra dizer que iria dar uma volta pela praia. Dissemos ok e continuamos nossas brincadeiras enquanto Demônia foi passear pela praia. Jogo vai, jogo vem, eu, Shamoo e meus amigos já muito embriagados, louquíssimos do cu e jogando UNO. Eis que meu amigo decide, ao invés de embaralhar as cartas, arremessar todas na minha cara. Rimos, achamos engraçados e imediatamente eu e shamoo abaixamos pra pegar as cartas que haviam caído no chão.

Foi uma cena de novela. Abaixamos, colocamos as mãos na mesma carta, nos olhamos…e nos beijamos, loucamente. Pronto, estava feita a merda: eu ficando com a atual da minha ex, na mesma casa que minha ex. A morte já era uma certeza na minha vida, mas meu nível alcoólico não permitiu que eu me preocupasse com isso naquele momento.

Meus amigos, perplexos, sem saber o que fazer, trancaram a porta da casa e, sem conseguir interromper o que eu e shamoo faziamos, continuaram bebendo, preocupadíssimos. Eu e shamoo chegamos a ir para o meu quarto, pra vocês terem uma noção do nível que a coisa chegou.

Não sei dizer exatamente quanto tempo depois, ouvimos alguém batendo na porta. A sobriedade em mim foi imediata, mas não na shamoo. Levantei, coloquei a shamo na cama dela e abri destranquei a porta. Fui para o meu quarto e Demônia foi se deitar com a shamoo. Percebendo que Shamoo não estava nada bem, Demônia decidiu dar um banho gelado nela.

Eis que durante o banho, Shamoo, muuuuuuuuuuuuuuuuuuuito alcoolizada, mas muuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuito mesmo, gritou por diversas vezes para a Demônia:

” – Eu não quero vocêeeeeeeeeeeeeeeeeeeee eu quero a Daaaaaaaaaaaaaaaaniiii (que no caso é como me chamaremos aqui)”.

Gente eu não sabia onde enfiar minha cara. Um mix de sentimentos eterno: arrependimento por ter feito o que fiz, tesão por ter sido o beijo mais gostoso da minha vida até aquele momento, pressentimento da morte chegando, alcool querendo sair de dentro de mim em forma de gorfo….olha. Péssimo.

Eu então, no auge da minha embriaguez, pra ajudar, decidi levantar da minha cama, ir até a porta do banheiro delas e dizer:

” – Shamo, você tá tão bêbada que tá confusa…Essa aí quem tá te dando banho é a Demônia”.

Pronto…tava feita a merda.
Demônia nem sequer olhou pra trás pra falar comigo, não quis saber de nada e fechou a porta na minha cara. Meu melhor amigo, pressentindo também minha morte chegando, me puxou para o quarto e me colocou pra deitar.

Dormimos. No dia seguinte todos fizeram a louca da amnésia como se nada tivesse acontecido, inclusive Demônia. Mas eu fiquei o resto da viagem toda aguardando a Demônia puxar a arma e me dar uns tiros ali mesmo.

Enfim, essa é a história de como um jogo de UNO quase acabou com a minha vida.
Essa viagem tem muitas outras histórias e se a Gi topar até posso fazer um PARTE II!
Fica a critério de vocês.

Beijão a todos e nunca fiquem com a atual da sua ex, NADA DE BOM ACONTECE DEPOIS DISSO!!

– anônima

Envie também a sua história! [email protected]

Desculpa Demônia; foi culpa do alcool hahahaha
Desculpa Demônia; foi culpa do alcool hahahaha
Dicas

Blizhost hospedagem de sites
Comenta aí, coruja! Para comentar você tem que estar logado no facebook. Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade sua.

Deixe seu Comentário