INSÔÔNIA.com
fev
01
2013
Leitura da Noite / Por: Coruja ás 0:21

 

Opa, e aí, corujas?

Quem aí nunca ouviu falar que “saudade é uma palavra que só existe no português”? Sim, desde sempre aprendemos que a palavra “saudade” é como se fosse uma espécie de trofeu exibido mundo afora por brasileiros e – principalmente – portugueses, que adoram traduzir a palavra para alguma variante quando conversam com um estrangeiro. Mas será que é verdade que “saudade” não tem tradução para nenhum outro idioma?

Bom, é fato que “saudade” é considerada uma das 7 palavras mais difíceis de se traduzir no mundo. Mas ela não é exclusiva da língua portuguesa. Entre outros idiomas, ela existe no alemão, por exemplo. A palavra “sehnsucht” (é, a mesma palavra do título do álbum do Rammstein), entre outros significados, tem o mesmo sentido da nossa quase-exclusiva saudade. Se buscarmos no polonês, também vamos encontrar outra palavra com o sentido exatamente igual: tesknota.

O que acontece é que muitas palavras, de acordo com o país, a cultura e uma série de variáveis, podem mudar completamente de significado, ou adquirir mais de um significado diferente (o português é cheio disso).  Retomando o exemplo de saudade em alemão (e sou obrigado a ter de explicar algumas regras da complicadíssima gramática alemã… Sorry!), aqui usamos a palavra num sentido nem sempre parecido com a Alemanha. Aqui dizemos “Antônio sente saudades da família”, e na Alemanha se diz “Antonio hat Sehnsucht nach seine Familie”. Até aí tudo igual, saudade e sehnsucht. Mas no Brasil podemos terminar uma carta ou um email dizendo “saudades, Maria”, e na Alemanha nunca se encerra uma carta dizendo “Sehnsucht, Maria”. Lá, a palavra precisa de um contexto, não pode ser usada de forma solta como é usada aqui. Lá eles encerrariam uma carta dizendo “Ich vermisse dich, Maria” (“sinto sua falta”). Sem contar que os alemães tem ainda a palavra “das heimweh”, “saudades de casa”. Complicado, né?

Resumindo, nada contra o uso poético de “saudade” como uma palavra quase exclusiva nossa. Mas não dá pra dizer que não tem tradução em nenhum outro idioma. Até porque saudade é um sentimento humano, independente de esse humano ser brasileiro, português, do Tadjiquistão ou de qualquer lugar.

É isso! Até a próxima, povo!

@wesleytalaveira

Desculpa ai Cazuza. Tive que desmentir você!
Desculpa ai Cazuza. Tive que desmentir você!
jan
25
2013
Leitura da Noite / Por: Coruja ás 21:55

 

Opa, e aí corujas?

Apesar de infelizmente ter virado figurinha carimbada no Facebook por conta de citações quase sempre falsas atribuídas a ela, eu gosto muito da literatura de Clarice Lispector. E diferente da maioria dos fãs da internet, eu já li os livros dela. Um dos meus preferidos é “Uma Aprendizagem ou o Livro dos Prazeres”, onde ela fala, entre várias coisas,  que “se deve viver apesar de”. Ou seja, mesmo com tanta coisa negativa, sempre há coisas boas a se enxergar. E é essa a sensação que tenho quando penso sobre a vida em São Paulo, que hoje completa 459 anos.

Sim, SP tem problemas. Vários. A superlotação das periferias, o abandono do centro, a concentração de emprego e renda em regiões específicas da cidade, intolerância,  trânsito na Marginal, insegurança, saúde ruim e um prefeito que em 25 dias de mandato já mostrou que não sabia o tamanho da responsabilidade que ia assumir quando decidiu se candidatar.

Mas “apesar de”, eu gosto de viver em SP. Aliás, eu amo minha cidade. Que me perdoem os leitores de outras cidades, mas nenhuma cidade nesse país é tão plural como SP. Aqui se vê nordestino trabalhando como sushiman em bairro com forte concentração italiana. Aqui tem gente do mundo todo. E do Brasil todo. E essas pessoas vem para cá e trazem sua cultura, e tornam SP uma cidade de mil faces.

Sem falar nas opções de lazer e cultura que a cidade oferece. Tem museu de tudo, tem exposição de tudo, tem show de tudo que é estilo musical. Forró? Tem. Sertanejo? Tem.  Heavy Metal? Tem. Funk? Infelizmente, tem… Enfim, tem evento pra todos os gostos. E bolsos, inclusive pra quem está com o bolso totalmente vazio. Tem cinema pra todo canto, com filme de qualquer lugar do mundo, desde os sucessos de bilheteria como filmes iranianos que quase ninguém nem sabe que existe.

Enfim, SP tem de tudo que você procurar. E tudo mesmo. Eu gosto muito de viver aqui. Como toda grande metrópole no mundo tem seu lado bom e seu lado ruim. O lado bom a gente curte, o lado ruim a gente cobra das autoridades a solução.

Beleza, véi?

@WesleyTalaveira

Na medida do impossível tá dando pra se viver na cidade de São Paulo.
Na medida do impossível tá dando pra se viver na cidade de São Paulo.
jan
20
2013
Leitura da Noite / Por: Coruja ás 19:28

Opa, e aí, corujas, como vão?

Se tem uma coisa que iguala todos os homens sejam eles ricos ou pobres, solteiros ou casados, religiosos ou ateus, adolescentes ou velhos, essa coisa é o decote. Sim, meu amigo, não há homem que resista um belo par de seios tentando a todo custo escapar de alguma blusa através de um decote generoso. Você VAI olhar um belo decote, isso é fato. E se a esposa ou namorada estiver do lado você vai entrar naquele momento tenso em que tenta a todo custo olhar a maravilhosa comissão de frente alheia sem que sua amada perceba. Nem sempre isso dá certo, claro, mas pelo menos você tentou!

E se alguém resolvesse criar um blog só com decotes? Ou melhor: e se uma garota, dona de seios fartos, resolvesse fotografar o próprio decote e publica-lo todos os dias em um blog?

Foi o que fez Alicia, uma espanhola de 31 anos. Aliás, segundo o jornal Sun ela provavelmente nem espanhola seja, talvez diga ser para aproveitar o maravilhoso trocadilho!

Los Escotes de Alicia já teve quase 3 milhões de acesso, devido suas fotos que diariamente fazem a alegria dos homens mundo afora. Agora ela usa os seios para não só divertir os seguidores, mas também para passar mensagens políticas e até religiosas.

Bom, se ela resolver enviar mensagens sobre a crise europeia acho que vai faltar peito. Ou não!

Bai! @wesleytalaveira

É preciso ter muito peito pra isso!!!
É preciso ter muito peito pra isso!!!
anuncie
jan
08
2013
Leitura da Noite / Por: Coruja ás 23:29

O Big Brother Brasil 13 começou com muitas polemicas e novidades. Assistir BBB13 ao vivo online é o sonho de muitas pessoas que estão com vontade de dar uma espiadinha, mas não possuem o canal para assistir o programa.

Apesar de muitas pessoas falarem mal do programa, ele é muito famoso e nessa época, ele se torna líder de pesquisas no Google, principalmente com a busca “assistir bbb ao vivo”. As pessoas ficam loucas atrás de formulas para conseguir essa façanha e pelo incrível que parece, é possível.

Todos os anos diversos sites disponibilizam links de players que ajudam a assistir grátis e ao vivo. Infelizmente, eles não ficam online por muito tempo, mas logo surgem novas técnicas que ajudam os bbbmaniacos a darem uma espiadinha.

Veja AQUI outras informações de como assistir bbb13.

Assistir BBB13, BBB13, BBB13 ao vivo, BBB13 ao vivo online, Big Brother Brasil 13
Assistir BBB13, BBB13, BBB13 ao vivo, BBB13 ao vivo online, Big Brother Brasil 13
dez
20
2012
Leitura da Noite / Por: Coruja ás 8:35

Uma maneira fácil de remover cravos do seu nariz, é lavar o rosto com água morna para deixar os poros abertos, seque bem e aplique um pouco de cola (cola escolar).

Espere secar e aplique outra vez espere passar cinco minutos e remova, assim que você remover olhe na cola, todos os cravos terão saido na cola. Em seguida, lave o nariz com água fria para poros. Esta dica, pode ser repetida quantas vezes você quiser, ou sempre que os cravos voltarem.

Dica para remover cravos do nariz
Dica para remover cravos do nariz
dez
18
2012

Um historiador e escritor americano ganhou um abajur “vintage” de um amigo. Intrigado com a aparência e a textura do objeto, Mark Jacobson resolveu submetê-lo a um teste científico. Ele enviou um pedaço do abajur ao instituto Bode Technology, em Washington, e seus temores se confirmaram: exame de DNA mostrou que o abajur é feito de pele humana!

O abajur europeu tem entre 60 e 80 anos, segundo os testes e análises de peritos. Suspeita-se que ele tenha sido feito por nazistas usando a pele de prisioneiros judeus durante a Segunda Guerra Mundial.

Comprado em uma feira de objetos usados em Nova Orleans (EUA), após a passagem do furacão Katrina pela cidade, o abajur dá combustível, segundo Jacobson, a relatos de atrocidades cometidas em campos de concentração.

O primeiro relato de um abajur feito com pele humana foi feito em abril de 1945 por Ann Stringer, correspondente de guerra da United Press International, depois de visitar o campo de Buchenwald.

Abajur de Pele Humana
Abajur de Pele Humana
dez
18
2012
Leitura da Noite / Por: Coruja ás 1:12

A Papisa Joana teria sido a única mulher a governar a Igreja durante dois ou três anos, segundo uma lenda que circulou na Europa por vários séculos. É considerada pela maioria dos historiadores modernos e estudiosos religiosos como fictícia, possivelmente originada numa sátira anti-papal.

A lenda aparece pela primeira vez em documentos do início do século XIII, situando os acontecimentos em 1099. Outro cronista, também do século XIII, data o papado de Joana de até três séculos e meio antes, depois da morte do Papa Leão IV, coincidindo com uma época de crise e confusão na diocese de Roma. Joana ocupou o cargo durante dois ou três anos, entre o Papa Leão IV e o Papa Bento III (anos de 850 e 858).

VERSÕES

A história possui várias versões. Segundo alguns relatos, Joana teria sido uma jovem oriental, nascida com o possível nome de Giliberta, talvez de Constantinopla, que se fez passar por homem para escapar à proibição de estudar imposta às mulheres. Extremamente culta, possuía formação em filosofia e teologia. Ao chegar a Roma, apresentou-se como monge e surpreendeu os doutores da Igreja com sua sabedoria. Teria chegado ao papado após a morte do Papa Leão IV, com o nome de João VII. A mesma lenda conta que Joana se tornou amante de um oficial da Guarda Suíça e ficou grávida.

Outra versão – a de Martinho de Opava – afirma que Joana teria nascido na cidade de Mainz, na Alemanha, filha de um casal inglês aí residente à época. Na idade adulta, conheceu um monge, por quem se apaixonou. Foram ambos para a Grécia, onde passaram três anos, após o que se mudaram para Roma. Para evitar o escândalo que a relação poderia causar, Joana decidiu vestir roupas masculinas, passando assim por monge, com o nome de Johannes Angelicus, e teria então ingressado no mosteiro de São Martinho.

Conseguiu ser nomeada cardeal, ficando conhecida como João, o Inglês. Segundo as fontes, João, em virtude de sua notável inteligência, foi eleito Papa por unanimidade após a morte de Leão IV (ocorrida a 17 de julho de 855).

Apesar de ter sido fácil ocultar sua gravidez, devido às vestes folgadas dos Papas, acabou por ser acometida pelas dores do parto em meio a uma procissão numa rua estreita, entre o Coliseu de Roma e a Igreja de São Clemente, e deu à luz perante a multidão.

As versões divergem também sobre este ponto, mas todas coincidem em que a multidão reagiu com indignação, por considerar que o trono de São Pedro havia sido profanado. João/Joana teria sido amarrada num cavalo e apedrejada até à morte. Neste trajeto depois foi posta uma estátua de uma donzela com uma criança no colo com a inscrição “Parce Pater Patrum, Papissae Proditum Partum”, conforme mais tarde 1375 atestado pelo “Mirabilia Urbis Romae”.

Noutro relato, Joana teria morrido devido a complicações no parto, enquanto os cardeais se ajoelhavam clamando: “Milagre, milagre!”.

INVESTIGAÇÕES

Existem muitas controvérsias sobre esta história. Alguns historiadores tornaram-se partidários de sua veracidade, outros contestaram-na como pura invenção.

Alguns céticos afirmam que o mito pode ter surgido em Constantinopla, devido ao ódio da Igreja Ortodoxa contra a Igreja Católica. O objetivo seria desmoralizar a igreja rival.

Outra vertente é de que este papa seria, na verdade, um eunuco que, por ser castrado, não foi eleito, mas antes rotulado de «mulher».

Outra hipótese é que, no século XIII, o papado tinha um grande número de inimigos, especialmente entre a Ordem dos Franciscanos ou a dos Dominicanos, descontentes com as diversas restrições a que eram submetidas. Para se vingar, teriam espalhado verbalmente a história da papisa.

Barônio considera a papisa um monstro que os ateus e os heréticos tinham evocado do inferno por sortilégios e malefícios. Florimundo Raxmond compara Joana a um segundo Hércules enviado do céu para esmagar a Igreja romana, cujas abominações tinham excitado a cólera de Deus. Contudo, a papisa foi defendida por um historiador inglês chamado Alexander Cook.

No seu libelo, o padre Labbé acusava João Hus, Jerônimo de Praga, Wiclef, Lutero e Calvino de serem os inventores da história da papisa, mas provou-se que, tendo Joana subido à Santa Sé perto de seis séculos antes do nascimento do primeiro daqueles personagens, era impossível que eles tivessem imaginado tal fábula; e que, em todo o caso, Mariano, que escrevera a vida da papisa mais de 50 anos antes deles, não poderia tê-la copiado das suas obras. Eis uma asseveração transcrita de Labbé:

“Dou o mais formal desmentido a todos os heréticos da França, da Inglaterra, da Holanda, da Alemanha, da Suíça e de todos os países da Terra para que possam responder com a mais leve aparência de verdade à demonstração cronológica que publiquei contra a fábula que os heterodoxos narraram sobre a papisa Joana, fábula ímpia cujas bases destruí de um modo invencível”.

Crônicas contemporâneas investigam a época do reinado de Joana. O principal argumento é que esses historiadores, sendo prelados, padres e monges, todos zelosos partidários da Santa Sé, tinham interesse em negar a ascensão escandalosa de uma mulher ao trono de São Pedro, devido à intensa misoginia característica da Igreja medieval.

Um dos sinais mais interessantes da existência de Joana é um decreto publicado pela corte de Roma, proibindo que se colocasse Joana no catálogo dos papas:

“Assim, acrescenta o sensato Launay, não é justo sustentar que o silêncio que se lançou sobre essa história, nos tempos imediatamente posteriores ao acontecimento, seja prejudicial à narrativa feita mais tarde. É verdade que os eclesiásticos contemporâneos de Leão IV e de Bento III, por um zelo exagerado pela religião, não falaram nessa mulher notável; mas os seus sucessores, menos escrupulosos, descobriram afinal o mistério…”

Genebrardo, arcebispo de Aix, afirma que, durante perto de dois séculos, a Santa Sé foi ocupada por papas de um desregramento tão espantoso que eram dignos de serem chamados apostáticos e não apostólicos, e acrescenta que as mulheres governavam a Itália e que a cadeira pontifical se transformara numa roca (armação de madeira das imagens dos santos-de-roca). E, com efeito, as cortesãs Teodora e Marózia dispunham, segundo o seu capricho, do lugar de vigário de Jesus Cristo e colocavam no trono de São Pedro os seus amantes ou filhos ilegítimos.

Papisa Joana
Papisa Joana
nov
25
2012
Leitura da Noite / Por: Coruja ás 18:00

Culto dos virgens: “Se uma mulher bonita vier na sua direção atravesse a rua”

Antes de qualquer coisa acesse o link acima e leia todo o conteúdo. É grande, mas valeu a pena a leitura, não por eu ser um fanático evangélico, mas por ser ateu. Nada contra os evangélicos, cada um tem o direito de acreditar no que quer, mas como eles se veem no direito de falar que eu não presto pelo simples fato de não acreditar em Deus, me vejo no direito de rir muito de algumas coisas. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Sei que vou ser xingado, apedrejado e receber criticas falando que só posto merda, mas eu coloco minha cara a tapa e falo sem medo: Achei esse culto uma comédia. 😛

Abaixo algumas frases ditas pelo missionário Claudio Brinco:

Não entendi uma coisa. Pessoas que buscaram a salvação e se converteram após anos de perversão não prestam para casar e não são príncipes e princesas?

Quem gostar do post comente, quem não gostar comente do mesmo jeito e vamos conversar. Estou aberto (sem maldades) para criticas e opiniões.


Uhulll! Não sou um príncipe. Eu sou livre!
Uhulll! Não sou um príncipe. Eu sou livre!
nov
07
2012

Para você que está iniciando no Foursquare ou já é um amante da rede social, segue algumas dicas de como conquistar mais badges (medalhas).

Antes, para quem não conhece, o Foursquare é uma rede social bem diferente das que estamos acostumados. Ao contrário de todas, a rede te influenciará a sair de casa, desbravar o mundo e contar para os amigos os lugares por onde passa. É isso mesmo, o Foursquare é um jogo em que você faz checkin nos lugares que você vai, localiza um amigo próximo de onde você está, lê dicas de lugares que pretende ir, dentre outras coisas.

Exemplos básicos:

– Você está numa cidade e pretende ir com os amigos num bar, você busca no Foursquare a opinião de quem já foi e lê dicas do que há de melhor nesse bar.

– Você foi num bar e não foi bem atendido, vc escreve no Foursquare e todo mundo que frequentou/frequenta/ou deseja frequentar, irá ler seu depoimento.

– Você vai em vários lugares da sua cidade, faz checkin e seus amigos saberão onde você está. Você tb pode rastrear seus amigos mais próximos. E você ganha pontos por isso. Cada lugar diferente que você vai, você ganha uma pontuação. E ainda coleciona medalhas.

A busca por badges (medalhas) e prefeituras é itensa. É bem divertido o game! Mas toma cuidado, vicia mais que facebook. É sério!

Veja algumas dicas para conquistar as badges mais populares da rede social:

newbie Foursquare: Consquitando mais Badges Newbie – Você ganha assim que faz o seu primeiro check-in.
adventurer Foursquare: Consquitando mais Badges Adventurer – Faça check-ins em 10 lugares diferentes para conquistar essa badge.
explorer Foursquare: Consquitando mais Badges Explorer – Faça check-ins em 25 lugares diferentes.
superstar Foursquare: Consquitando mais Badges Superstar – Faça check-ins em 50 lugares diferentes.
bender Foursquare: Consquitando mais Badges Bender – Faça check-ins em 4 dias consecutivos após às 18:00.
crunked Foursquare: Consquitando mais Badges Crunked – Faça 4 check-ins em uma única noite, Parece que das 18:00 até as 10:00 do outro dia é considerado noite para o Foursquare.
local Foursquare: Consquitando mais Badges Local – Faça check-in no mesmo lugar 3 vezes na em uma semana.
superuser Foursquare: Consquitando mais Badges Superuser – Faça 30 check-ins em um mês.
schoolnight Foursquare: Consquitando mais Badges School Night – Faça check-in depois das 3:00 da manhã em um dia de semana.
photogenic Foursquare: Consquitando mais Badges Photogenic – Faça check-ins em 3 lugares marcados com a tag “photobooth“.
animalhouse Foursquare: Consquitando mais Badges Animal House – Faça check-ins 3 lugares marcados com a tag “frat boys“.
overshare Foursquare: Consquitando mais Badges Overshare – Faça 10 check-ins em 12 horas.
foodtruck Foursquare: Consquitando mais Badges Ziggy’s Wagon – Faça check-ins em 3 lugares marcados com a tag “food truck“.
karaoke Foursquare: Consquitando mais Badges Don’t Stop Believin’ – Faça 3 check-ins em dias diferentes em lugares marcado com a tag “karaoke“.
gymrat Foursquare: Consquitando mais Badges Gym Rat – Faça 10 check-ins em dias diferentes em lugares marcados com a tag “gym“.
waze Foursquare: Consquitando mais Badges Road Warrior – Faça 3 check-ins em lugares diferentes usando o aplicativo Waze
jetsetter Foursquare: Consquitando mais Badges JetSetter – Faça check-ins em 3 lugares marcados com a tag “airport“.
birthday Foursquare: Consquitando mais Badges 16 Candles – Você tem que colocar “happy birthday” junto com 5 check-ins
movie Foursquare: Consquitando mais Badges Zoetrope – Faça 10 check-ins em dias diferentes em lugares marcados com a tag “movie theater“.
pizza Foursquare: Consquitando mais Badges Pizzaiolo – Faça 10 check-ins em lugares diferentes marcados com a tag “pizza“.
gallery Foursquare: Consquitando mais Badges Warhol – Faça 10 check-ins em lugares diferentes marcados com a tag “gallery“.
playground Foursquare: Consquitando mais Badges Babysitter – Faça 10 check-ins em dias diferentes em lugares marcados com a tag “playground“.
swarm Foursquare: Consquitando mais Badges Swarm – Faça check-in em um lugar com 50 usuários de foursquare presentes.
supermayor Foursquare: Consquitando mais Badges Super Mayor – Seja mayor de 10 lugares simultaneamente.
boat Foursquare: Consquitando mais Badges I’m on a boat! – Faça check-in num lugar marcado com a tag “boat“.

badges, Dicas, Foursquare, medalhas
badges, Dicas, Foursquare, medalhas
nov
07
2012

As 10 tags mais usadas no instagram:

#love
#instagood (indicam fotografias das quais o autor se orgulha de ter tirado)
#tweegram (Tweetgram é uma ferramenta onde o usuário digita um tuíte e posta no Instagram)
#photooftheday (foto do dia, em inglês)
#iphoneasia (postado em fotos tiradas por/de asiáticos com o smartphone da Apple)
#instamood (fotos que refletem seu humor atual)
#me (para autoretratos)
#cute (fofo, em inglês)
#igers (IGers é o termo usado para denominar os amantes do Instagram)
#iphoneonly (esta tag reflete a rejeição dos usuários do iPhone no momento em que o Instagram recebeu a entrada dos usuários de celulares com Android)

Gostou? Me segue lá: agitai
instagram, tags
instagram, tags
out
21
2012

Opa, e aí corujas?

Há um tempo atrás eu escrevi aqui sobre uma vlogger americana, Lacy Green, que foi ameaçada de morte e teve de comunicar à polícia a perseguição que vinha sofrendo na internet. Motivo: chamou transexuais de “travecos”. Um pensador e líder religioso brasileiro, Ricardo Gondim, sofreu os ataques mais baixos possíveis na internet – ameaçaram “arrancar a cabeça” dele – por pensar diferente da grande maioria dos evangélicos brasileiros. Tá, pra gente aqui isso não diz nada, mas no meio onde ele atua isso diz muita coisa. Eu mesmo já fui atacada diversas vezes na internet. A última que lembro foi ser chamada de “vagabunda” por defender o ProUni do Lula. O que está acontecendo com a internet?

A web agressividade é democrática: vem de gente das mais diversas idades, regiões, classes sociais, religiões. A falsa sensação de anonimato (falsa, tá?) e a falta de contato olho-no-olho dá às pessoas coragem para agirem de forma hostil, grosseira e até ameaçadora com gente comum e também desconhecida pelo simples fato de pensar diferente – quase todos os “web agressivos” agiriam bem diferente se a conversa fosse presencial. Não estou falando que todo mundo deve sempre concordar com tudo que lê e não manifestar opinião. Pelo contrário. O que digo é que dá sim para discordar, mostrar seu ponto de vista, por mais diferente que seja, sem ofender, sem agredir. Precisa ameaçar de morte alguém que simplesmente não tem a mesma opinião que a sua? Ou quem não leva o mesmo estilo de vida que você? Lembre: agindo assim você só vai ser mais um chato da internet.

Mais amor, por favor! rs

E se me xingar de novo arrebento todo mundo! hahahaha
E se me xingar de novo arrebento todo mundo! hahahaha