INSÔÔNIA.com
ACONTECEU COMIGO #55
out
29
2014

Olá Gi! Ao ler esta seção no blog, me deu uma vontade e coragem de contar a minha história. Peço discrição!

Aconteceu há 2 anos atrás, eu fui fazer uma viagem para outro país em missão com uma ONG. Levamos roupas, comidas e etc. Nesta viagem conheci uma mulher, vou chamá-la de Adriana.

Sou casado há 10 anos e tenho uma filha de 3. Mas nessa viagem, fui sozinho e não tinha intenção nenhuma de trair minha esposa. Já no país vizinhos, os diretores da ONG separou as equipes e as distribuiu por cidades. Eu fiquei na mesma equipe da Adriana, solteira, sorriso encantador, loira, seios fartos… etc.

Na ida para esse país, nos conhecemos e até então não tinha rolado interesse algum, no entanto ela ficou na mesma equipe que eu e começamos a trabalhar juntos. Nos conhecemos melhor e não sei se por carência, acabei me envolvendo. Então resolvi procurá-la e abrir o jogo e aí que foi o B.O., ela disse que estava envolvida também. Eu fiquei surpreso, mas ao mesmo tempo com um tesão muito forte.

Lá no país, não rolou nada, mas na volta para o Brasil, dentro do ônibus, eu me sentei ao lado dela e acabou rolando toques, eu masturbei ela e ela retribuiu. Rolou até um oralzinho maroto.

Já em casa, começamos a nos relacionar no Facebook e foi aí que descobri que a mina estava apaixonada por mim. Ela mora numa cidade vizinha da minha. Uma hora de viagem daqui de casa. Então uma belo dia, resolvi arriscar e fui encontrá-la. Ela não saía dos meus pensamentos.

Nesse dia, peguei emprestado o carro de um amigo meu e fui encontrar com ela. Peguei ela em casa e a chamei para ir nem motel, mas ela disse que não precisava e me indicou um caminho no meio do mato, o famoso “matel”. Transamos dentro do carro e foi uma loucura só. Ali começou uma história de muito sexo.

Adriana fazia de tudo, oral, anal, podia gozar na boca dela e ainda gostava de uns tapas na cara, era meio hardcore o sexo com ela. No início fiquei louco por ela, nunca senti tanto tesão na minha vida. Porém com o passar dos dias, comecei a ficar incomodado com ela. Minha esposa é na base do carinho, Adriana era na base da força. Minha esposa é muito puritana, nunca fizemos anal. As duas são completamente diferentes. O sexo com a Adriana, começou a ficar cansativo, sempre eu tinha que arrumar um carro emprestado, inventar desculpas para sair de casa, fora a preocupação da minha mulher descobrir e o fato que a Adriana começou a querer me ver frenquentemente.

Nunca achei que fosse dizer isso, mas comecei a não gostar mais de transar com a Adriana. Talvez eu não me enquadre nesse “selvagerismo” todo.

Então resolvi terminar este relacionamento extra conjugal. Mas a merda é que a Adriana se diz apaixonada e não me deixa em paz, última conversa que tivemos ela disse que irei me arrepender de dizer não a ela. Cara, no início eu curtia o sexo com ela, mas esse estilo hardcore não me agrada, tentei mudar um pouco, mas ela não curte de outro jeito. E eu não tenho sentimentos por ela, tinha apenas tesão.

Não sei o que fazer, amo minha mulher e estamos bem conjugalmente. Sexo agora, só com a minha esposa. Mas confesso que estou com medo da Adriana fazer algo para prejudicar o meu casamento. Ela não aceita o término e eu não sei o que fazer.

Bom, essa é a minha história. Se tiver algum desfecho e as coisas complicarem, volto e conto para vocês.

Abraços Gi

 – anônimo

 

Envie também a sua história: [email protected]
Envie também a sua história: [email protected]
anuncie

Blizhost hospedagem de sites
Para comentar você tem que estar logado no facebook. Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade sua.

Deixe seu Comentário