INSÔÔNIA.com
Aconteceu Comigo #34
mar
04
2013

Bem, isso é meio constrangedor em certo ponto, mas em reuniões com amigos acaba trazendo boas risadas! Eu estava namorando uma menina já fazia mais ou menos 1 ano e 3 meses. Ela era loira, com um corpinho esculpido muito lindo, de dar inveja a muitas meninas.

Confesso não entender porque ela gostava de mim porque ela poderia arruma coisas melhores, mas isso não vem ao caso. Estávamos juntos há algum tempo e nossa intimidade não passava de uns apertos e passadas de mão. Apertava os seios dela às vezes, e lógico, o mais clichê e gosto de todo homem, uns apertos na bunda.

Até então tranquilo, passado mais ou menos 6 meses, ficamos um pouco mais íntimos, de forma que ela começou a praticar Oral em mim e eu começei a masturbá-la. Porém como era difícil nossos encontros, pois namorávamos escondidos do pai e da mãe dela
e dificilmente ela vinha na minha casa, muitas vezes praticávamos esses atos na rua, o que era muito divertido.Ela era católica e não pensava em transar antes do casamento, mas isso não a impedia de brincarmos assim sempre que dava.

Os dias foram passando e quando completamos 9 meses de namoro, decidimos dar o próximo passo. Resolvemos transar, mas ela não queria perder a virgindade antes do casamento, então ela decidiu dá a porta dos fundos!

Vocês podem pensar: “Oh Man, Você é um homem de Sorte” – Quem me dera jovens gafanhotos! Quem me dera!
No dia estava tudo planejado, meus pais saíram de casa e ela inventou uma desculpa para sair da dela. Passamos o dia namorando, até que fomos para o quarto. Começamos a brincar e brincar. Ela fez um oral muito gostoso! Ela  ainda não havia tirado a calcinha e eu fiquei imaginando… Como ela era branquinha e toda delicada eu já imaginava que seria algo bem rosadinho, cheirosinho… Enfim, estava com água na boca só de pensar.

Deitei ela na cama e comecei a baixar a calcinha dela naquela expectativa… quando tirei achei estranho, era meio… Cinza! Meio murcho! Não era muito normal para uma menina de 17 anos virgem. Sabe aquelas mulheres de pornô que tem a perseguida desbeiçada? Era tipo isso.

Pra piorar a situação, quando aproximei meu rosto, tinha um cheiro meio forte, porem suportável, mas era meio brochante. E o gosto também não era la grandes coisas… Mas fiz meu papel de homem e enfrentei o bacalhau. Como não bastasse, a situação piorou. O FATALITY aconteceu!

Estava lá beijando a crotilde, com direito a língua dura circulante clitoral, enquanto a menina gemia incansadamente (essas horas eu já pedia a morte), até que a filha da mãe PEIDOU NA MINHA CARA. NA MINHA BOCA! Meu cara, se ser homem é enfrentar isso, acabo de pedir demissão do cargo. Perereca azeda + cheiro de merda na cara, nem satanás aguenta. Vai por mim!

Eu fiquei de pé e ela olhou para mim esbugalhando os olhos como quem dizia “Putz, não acredito que fiz isso. Que vergonha!!”. Perdi totalmente o tesão. O pouco que restava. Vesti minhas roupas e pedi a ela que se vestisse. Fomos para sala e ficamos assistindo tv, não consegui tocar muito no assunto. Frustação total.

Horas depois, como ela queria muito, até tentamos praticar as portas dos fundos, mas o Juninho não deu sinal de vida. Morreu de incongestão. Algo o dizia que se na frente era assim, foge que atrás vem merda. Daí não rolou.

1 mês depois a gente terminou. Hoje sou motivo de piada. Meus amigos sempre me zoam perguntando se aceito um peidinho, me chamam de “engolidor de peido”, “levou peido na cara”, e afins. kkkkkk É isso aí, “um pobreminha sempre dá!”

Já fazem 3 anos que me separei dela e a fdp continua linda e gostosa, e agora tá namorando um japa. Mal sabe ele o que o aguarda!

Envie também sua história (ou a do amigo): [email protected]
Envie também sua história (ou a do amigo): [email protected]
anuncie

Blizhost hospedagem de sites
Para comentar você tem que estar logado no facebook. Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade sua.

Deixe seu Comentário