INSÔÔNIA.com
Aconteceu Comigo #33
fev
18
2013

Eu namorava a mais ou menos um ano e morava numa cidade vizinha da cidade da minha namorada. Nos víamos apenas nos finais de semana. Era uma quinta feira e decidi fazer uma surpresa para ela. Sai da empresa no final da tarde e fui direto para a faculdade aonde ela estudava.

Chegando lá liguei para ela e pedi para que me encontra-se lá fora. Ela logo saiu. Entramos no carro e começamos a conversar. Papo vai, papo vem, ela pediu para irmos para outro lugar para ficarmos mais a vontade, eu logo entendi o recado. Na frente da faculdade, passando uma rodovia havia uma empresa bem grande e ao lado uma pequena plantação de soja, com uma placa outdoor ao lado do muro da fábrica. Estava bem escuro atras daquela placa, e decidi avançar um pouco a pequena plantação e estacionei ali.

Naquela semana haviam batido no meu carro e eu estava com o carro reserva da seguradora, um carro totalmente “limpo”, sem um insulfilme para ajudar. Começamos a nos beijar e logo rolou a transa ali no carro. Quando acabamos eu já estava meio preocupado, mas ela pediu para ficarmos ali, nus, abraçados mais um pouco.. cedi!

Passados uns quinze minutos comentei para irmos embora, nesse momento ela me disse: Amor, tem uma sirene atrás do carro. Pronto, estava feito a cagada. Dois carros da policia cercaram meu carro (e nós lá peladões), e outros policiais estavam cercando todo a empresa, nos fundos, laterais, frente…

Quando o policial viu que estávamos em um momento de muito amor, nos deu 1 minuto para sairmos do carro trocados. Nos trocamos e saímos… minha namorada desesperada pelo ocorrido. Depois de uma lição bem grande dos policiais, que nos explicaram que ligaram dizendo que estávamos assaltando a empresa (dai entendemos o porque de seis viaturas atrás de nós), quando ele iria nos liberar, um dos policiais olhou pra mim e disse: “Cara, eu conheço você!”. Tá, o que era ruim ficou pior. O policial era amigo da minha família, que é bem conservadora.

Depois de liberados entramos no carro, minha namorada foi erguer o banco que estava abaixado, quando puxou a alavanca: THUMMM. O banco foi direto no nariz dela, como se fosse um soco bem dado. rsrsrs. Ela já estava mal, depois disso entrou numa crise de choro enorme, e eu lá, todo sem jeito com essa situação. Mas digamos que…valeu a pena!

ENVIE SUA HISTÓRIA: [email protected]
ENVIE SUA HISTÓRIA: [email protected]
anuncie

Blizhost hospedagem de sites
Para comentar você tem que estar logado no facebook. Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade sua.

Deixe seu Comentário