INSÔÔNIA.com
A volta do “ACONTECEU COMIGO”
set
06
2012

Tchanammmmmm… muitas novidades acontecendo por aqui. Pois bem, o quadro “Aconteceu Comigo” também está devolta! Leitores antigos sabem bem do que se trata. O quadro mais bombante de 2008/2009. Que foi até kibado na tv… e  por motivos maiores acabou acabando (what?!). Na época o blog tinha poucos acessos e a participação dos leitores, depois de um tempo, enfraqueceu.

Daí veio mais compromissos, a responsabilidade de criar coisas novas, faculdades e o escambal a quatro. Acabei ficando sem tempo de ler e corrigir as histórias que recebia.

Mas agora a porra vai ficar séria.Voltamos com tudo! Você já deve imaginar do que se trata o quadro. É nada mais que histórias engraçadas do povo! Todo mundo tem uma história pra contar. Um momento bizarro, uma situação constrangedora, um fato marcante, enfim, um acontecimento hilário que se você contar, poucos vão acreditar… mas foda-se, você sabe que foi verdade. haha

Então… O “Aconteceu Comigo” será um espaço reservado para você compartilhar a sua história. Toda semana irei postar a história de um leitor. Então já sabe, senta a bunda na cadeira, escreva a sua história e envie para o e-mail: [email protected].

E para comemorar a reestreia do quadro, já tenho uma história pra vocês! Divirtam-se!

 O fato aconteceu com a minha prima de Berrlândia/MG/Brasil. Posso garantir, nada aqui contado é ilusório ou aumentado.. (eu acho né, ainda nao acabei de escrever… se eu empolgar aviso no final hauhauahauhau).

Era um dia lindo e belo, um passeio em família. Meus tios foram para Uberlândia visitar a familia da Ingrid, e lá, num sabádo de manhã, foram todos passear no zoológico da cidade. Aqueles passeios de família, saca?

Ao chegar no zoológico, depois de visitar algumas jaulas, coincidiu da minha família presenciar o café da manhã dos jacarés. E vejam só: Eles comem pintinhos vivos. Sim! Os jacarés comem pintos todos os dias e você mal come um no final de semana. Viva com essa angústia.

Os tratadores entraram na jaula dos jacarés, soltaram os pintos lá e foram embora. Minutos depois, aquele bando de jacarés famintos começaram a sair do lago para ir a caça. Foi uma cena triste, minha família assistindo de camarote a pobre morte dos pintinhos, que piavam angustiadamente.

Minha prima, Ingrid, conhecida por amar loucamente os animais, sofreu mais que todo mundo. O passeio feliz em família, acabara ali. Quase todos os jacarés já estavam satisfeitos e de barriga cheia. Sobrou um único pintinho, que aliás já tinha sido alvo do último jacaré que estava indo em sua direção. E adivinha só? A louca da minha prima resolveu interferir. A Ingrid, não pensou duas vezes, pulou a cerca e invadiu a baia em prol da vida do pinto (gente, o que a minha família tem? me explica… hauhauahuahua arriscar a vida por um pinto. DE-US!! É sangue do meu sangue mesmo…) kkkkkkkkk

O pintinho piava mais alto a cada passo do jacaré em sua direção. E a minha prima correu para pegá-lo. O carnívoro faminto estava bem próximo. Daí você imagina o desespero da família. Minha tia começou a chorar e gritar: “INGRIDDDDDDD, MEU DEUS, VOLTA AQUI. SAI DAÍ…PELO AMOR DE DEUS” – véi, você tem que ouvir a história da boca da minha tia.. hauhauahahhauahua comédia demais!!!

Por proteção divina, ela conseguiu pegar o pinto sem ser lesada. Já pensou, perder um braço por um pinto? Sei la se é vantagem viu… tô em dúvida.

Com o pinto na mão e com a ajuda da minha família, ela conseguiu sair de lá.

Todos já calmos e sem acreditar na atitude da Ingrid, começaram a questionar: “E agora, o que fazer com o pinto?” , “Os tratadores vão ver e vão xingar” ,”Vai da BO na hora de sair do zoológico” …

Então minha gente, o bonito da história está por vir…

Na saída do zoológico, a Ingrid escondeu o pintinho dentro da jaqueta. Todos aflitos para sair, com medo do pinto piá e descobrirem o acontecido… eis que algo intrigante acontece: O pinto não deu um piu. Conseguiram sair sem deixar rastros e a minha prima o levou para casa.

Resultado: César Salvatório Escapatório Pinto (sim, o pinto foi batizado), hoje tem 9 meses de idade, é criado como animal de estimação e ama loucamente a minha prima.

Gente, o bicho sobe no sofá, assiste televisão e ataca quem aproxima da Ingrid. Uma linda e incrível história de amor!

E essa foi a história da minha prima de Berrrlândia! Sem aumentar nem iludir. Do jeitinho que a minha tia me contou. hahaha Desconsidere os erros de português, nem revi o texto. São 05:50 da manhã… vou dormir!!! Aguardo pelas histórias de vocês!!! Até!

ENVIE SUA HISTÓRIA: [email protected]
ENVIE SUA HISTÓRIA: [email protected]
anuncie

Blizhost hospedagem de sites
Para comentar você tem que estar logado no facebook. Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade sua.

Deixe seu Comentário