Todos ainda vivem entre nós, mas a maioria deles estão ameaçados de extinção devido ao desmatamento que acaba com o habitat natural dos bichos e alguns correm sérios riscos de serem exterminados da Terra justamente por sua aparência incomum que tem atraído colecionadores.

Proteus anguinus

É um anfíbio cego muito comum em águas subterrâneas de cavernas no sul da Europa. Vive exclusivamente em lugares sem luz, é também conhecido pelos habitantes da região como peixe humano por causa da cor de sua pele. Apesar dos olhos atrofiados, seu olfato e audição são muito desenvolvidos.

Uroplatus phantasticus

Mais conhecida como lagartixa satânica com cauda de folha, a espécie acima é natural da ilha de Madagascar.  A lagartixa usa sua aparência para camuflagem e, apesar do olhar satânico, só se alimenta de insetos.

Ocapi

Ocapi é um animal particularmente estranho, ele mais parece ser um cruzamento entre uma girafa e uma zebra. Na realidade estes animais nativos das florestas húmidas do Congo, pertencem à família das girafas, porém não são tão grandes…

Tremoctopus violaceus

Também conhecido como polvo de véu, a fêmea desta espécie é 40.000 vezes mais pesada do que o macho. Enquanto ela mede até dois metros de comprimento, ele chega aos míseros 2,4 cm. A fêmea costuma estender seu véu quando ameaçada para parecer maior e mais assustadora do que já é.

O Peixe Com Pernas

O vulgarmente chamado “Walking Fish” não é na realidade um peixe mas sim um anfíbio, contudo isso não o impede de ser uma criatura muito estranha. É um estilo de salamandra, porém para os leigos parece ser literalmente um peixe com pernas que dá longos passeios pelo chão do oceano. Este animal é carnívoro, o seu nome oficial é “axolot” e possui uma capacidade de regenerar praticamente todas as partes do seu corpo.

Centrolenidae

As rãs desta família são caracterizadas pela pele quase transparente. Vivem em florestas úmidas da América Central e do Sul. Também conhecida como rã de vidro, quase todos os seus órgãos são aparentes.

O Macaco-Narigudo

Tais animais habitam o mangue e seu nome popular deriva do fato dos machos possuírem um nariz longo e flexível que faz com que na época de acasalamento, emitem um som usando seu nariz como instrumento.

Segundo algumas crenças na Indonésia, tal macaco tem a missão de iluminar os caminhos da humanidade, dando exemplos de caráter, amor aos seus semelhantes e iluminação espiritual. Na crença do povo da Indonésia, o macaco narigudo tem papel de líder espiritual, o qual vai guiar as nações para os caminhos da luz.

Psychrolutes marcidus

O blobfish, ou o peixe mais feio do mundo, é raramente encontrado vivo. Habitante das águas profundas do mar da Austrália e Tasmânia, tem consistência gelatinosa e densidade levemente menor que a da água, assim é quase levado por ela e usa pouco seus músculos flácidos.

O Peixe Sugador

É um peixe da família dos peixes-gato e é chamado de “Lithogenes Wahari”. Foi uma espécie descoberta recentemente na Venezuela e possui características únicas. Com a sua boca o peixe é capaz de reproduzir na perfeição um efeito sugador que lhe permite nadar contra as mais fortes correntes e até pode subir em superfícies verticais.

Archaeidae

Uma família de aranhas que só come outras aranhas. A forma estranha, composta por pescoço e pinças alongadas ajuda na caçada. Conhecidas como aranhas assassinas ou pelicanos, são encontradas na Austrália, Madagascar e África do Sul.

O Anglerfish

São os peixes predadores, estranhos e assustadores. Conseguem distender a boca e o estômago para conseguirem engolir presas que têm o dobro do seu tamanho. O seu método de reprodução é tão brutal que se adapta completamente à espécie. O que acontece é que o macho morde a fêmea e funde-se com ela, de seguida ele morre e deixa com ela o seu esperma o que permite que a fêmea tenha os seus filhos.

Kiwa hirsuta

Este caranguejo peludo é coberto, na verdade por cerdas semelhantes às de camarões. Ele usa suas cerdas para filtrar a água ao seu redor. Cego e incolor, também vive na escuridão.

Tartaruga de Casco Mole De Castor

O seu nome oficial é “Pelochelys cantorii”, trata-se de uma tartaruga de água doce de carapaça mole, que pode atingir os dois metros de comprimento. É um animal carnívoro e naturalmente adeptos das emboscadas, pois a velocidade não é o seu ponto forte.
O mais curioso neste animal, é que não é uma tartaruga do mar, ela prefere viver em terra perto de pântanos e pantanais e o que é ainda mais curioso é o fato de este animal viver 95% da sua vida enterrado e imóvel. Ele sai apenas duas vezes por dia para respirar, o resto do tempo é passado mesmo debaixo de terra à espera da próxima refeição.

Phycodurus eques

Este dragão marinho é um peixe que vive disfarçado de alga. Vive na Austrália flutuando em águas superficiais. Por ser muito camuflado, caça por emboscada. Atualmente encontra-se ameaçado.

Aye-aye

Este pequeno primata é originário das florestas tropicais de Madagáscar, onde vive e se reproduz na segurança da copa das árvores, acima dos quinze metros. Da sua alimentação fazem parte insetos, frutos e sementes. A espécie está hoje em perigo crítico, menos de 2500 animais nos últimos levantamentos efetuados.

Hemeroplanes cartepillar

Parece, mas não é cobra. Trata-se de uma lagarta pouco conhecida e dificilmente avistada que vive nas florestas úmidas do México e América Central. Normalmente ela n”ao tem essa aparência assustadora, mas, quando é ameaçada, ganha as cores e o formato de uma cobra. Além de mimetizar cores, olhos e o formato da cobra, a lagarta simula ataques – inofensivos, já que ela não é venenosa. Esta lagarta fantasiada de cobra está muito ameaçada de extinção por causa do desmatamento.

COMENTÁRIO(S)