INSÔÔNIA.com
Resenhando #1 Avatar – The Legend of Korra
jan
07
2015

Fala Pessoas, blz? O estagiário da zueira esta na área e com um quadro novo! A Patroa querida do meu coração me deu a oportunidade de fazer aqui no Blog a coisa que mais gosto de fazer: Escrever. \o/

O quadro se chama “Resenhando”, nele eu vou dar minha opinião (Que fique bem claro que é apenas minha opinião) a respeito de séries, desenhos, filmes, fofocas e assuntos polêmicos menos mamilos. Os temas serão indicados por vocês e escolhido pela Patroa, se eu já conhece-los já posto, se eu não conhece-los farei por onde conhecer, eu postarei toda Quarta-Feira, fiquem atentos e é claro eu continuarei com os demais conteúdos. Então… Lá vamos nós:

Começar o quadro Resenhando falando de avatar é uma coisa que me deixa muito feliz, pois, em minha opinião é de longe uma das melhores séries de todos os tempos. Se você acompanhou a série vai gostar muito do texto, isto é claro, se você não for um homofóbico, mente fechada e machista.

avatar-the-legend-of-korra

O fato de escolher a série em questão não foi simplesmente por ser uma das minhas favoritas e sim pelo final “polêmico” e a evolução fantástica que a mesma teve. Coloquei entre aspas porque eu pessoalmente não achei nada polêmico, foi um ato corajoso e inovador dos criadores e eu irei explicar desde o inicio.

A série em questão era transmitida por um famoso canal de desenhos animados (Nickelodeon, tratarei por Nick) e teve seu inicio com um enredo muito infantil (Cômico) e com um protagonista masculino, teve grande sucesso e consequentemente o canal resolveu apostar num novo enredo dos mesmos criadores, e foi ai que começou os problemas. Os criadores muito bem evoluídos e livres de preconceitos medievais queriam apostar numa heroína, isso mesmo, uma garota (a reencarnação do protagonista anterior) logo a Nick quis vetar o enredo, alegando que uma protagonista não agradaria o publico infantil masculino pois, garotos gostam de assistir desenhos de garotos.  Os criadores foram persistentes e lutaram até o fim para que a personagem fosse aceita e fosse produzida a série com uma heroína, e felizmente a Nick cedeu. A heroína era uma garota independente, forte e de personalidade marcante, a série perdeu quase que todo seu conteúdo cômico  e tomou um ar mais adulto, o que eu achei fantástico, pois eu era criança quando comecei  a acompanhar a série e adorei vê-la amadurecer comigo. Estes fatores fizeram com que a série fosse mudada do horário matinal para o horário noturno, pois a Nick alegava que ela não era mais uma série para crianças e que por isso sua audiência era baixa. Mas claramente ficava claro que o fato de uma garota, ser evidentemente superior a um garoto ( o protagonista anterior ) não agradava os executivos e até mesmo alguns fãs machistas. A série chegou a ser vetada das transmissões da Nick e passou a ser exibida apenas em seu website, e isso tudo por que uma heroína estava sendo forte, independente e com uma personalidade digamos “masculina”.

10i5d74

Com esse inicio e decorrer perturbado, a série sofreu alguns cortes e foi adiantada sua temporada final em um ano, isso mesmo, a 4° e ultima temporada tinha previsão de ser lançada em novembro de 2015 e foi lançada no final de 2014, tendo seu season finale agora em janeiro de 2015. Muitos fãs ficaram surpresos e não imaginavam o porquê, mas no episódio final todos ficaram boquiabertos com o enredo. Ao longo das temporadas a heroína passou por um triângulo amoroso com um galã e uma linda garota, onde as duas se envolveram com o rapaz. Logo o término desse relacionamento as duas deixaram suas rivalidades de lado e iniciaram uma grande amizade, deixando claro que garotas podem sim manter amizade depois de “brigarem” por um mesmo garoto. Essa amizade tomou um rumo digamos colorido, e uma febre entre os fãs cresceu, pedindo e lutando pelo final amoroso das duas cujo casal era apelidado de Korrasami ( alusão ao nome da protagonista “Korra” e da outra personagem “Asami”) e em contra partida outros fãs lutavam pelo final da heroína com o galã. “Korrasami” parecia impossível, até serem lançados os episódios finais, onde a heroína claramente deixa o galã na friendzone e sai numas férias coloridas com a outra garota, a cena das duas faz alusão ao final do enredo do herói masculino que ficou com uma garota, segurando suas mãos enquanto escrevia o clássico “FIM”.

Sem título

Dias depois, a briga entre fãs estava declarada, uns alegando que sim houve um final homo afetivo e outros alegando que não, e pra minha felicidade e de muitos fãs os criadores confirmaram o final “Korrasami” e afirmaram que colocaram o máximo da relação das duas que a Nick permitiu.

avatar-a-lenda-de-korra-14

Pessoas, eu pessoalmente adorei o fim da serie e não acharia nada de mais ver duas garotas se beijando no final de um desenho animado, o povo alega que isso faria com que as criancinhas se tornassem gays, mas se existem  tantos beijos heterossexuais nos desenhos, porque isso não impede que as crianças cresçam gays? Realmente acho que os canais, as pessoas e até mesmo as crianças devem aprender que homossexualidade é uma coisa normal. A serie foi ótima e só por um preconceito nojento vão critica-la? Por favor, né.

Screen-Shot-2014-12-19-at-2.52.33-pm-720x340

Gostaram? Comentem aí o que acharam, se já conheciam a série e é claro indique os futuros temas!

Gay também e gente meu povo!
Gay também e gente meu povo!
anuncie

Blizhost hospedagem de sites
Para comentar você tem que estar logado no facebook. Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade sua.

Deixe seu Comentário