INSÔÔNIA.com
O melhor jogo online
O dia que quase perdi o emprego por causa de um peidinho – Aconteceu Comigo
jun
19
2017

peidinho

Oi insoonia, então decidi contar o que me aconteceu há uns dias atrás, o dia que quase perdi o emprego por causa de um peidinho.

Acordei pela manhã, como todo dia normal, fui levar minha mulher no trabalho e depois segui para o meu serviço… No caminho percebi que o dia não seria tão normal como de costume.

Do nada comecei a sentir meu estômago queimar, sabe quando você sente que algo está estranho e começa a remoer por dentro? Então.. e tava queimando muito, na hora só consegui me lembrar do lanche gigantesco que comi na noite passada.

Continuei seguindo meu caminho com aquele desconforto todo e rezando muito pra dor passar. Cheguei em frente do meu serviço e o portão da empresa ainda estava fechado. Cheguei antes do horário e nesse momento eu só sabia que precisava muito usar o banheiro. PQP, quase 7h da manhã, eu suando frio e apertando muito o cu pra não cagar. Então desliguei o carro, abri a calça e fiquei ouvindo uma música pra relaxar e esperar o funcionário que abre o portão chegar.

Para a minha agonia, neste dia, o desgramado do funcionário que nunca chega atrasado, se atrasou. Foi nessa espera agoniante que bateu uma puta vontade de peidar. Foi aí que dei a besteira de achar que era um peidinho apenas, sabe aquele peidinho que dói a barriga e que precisa muito ser solto? Pois é, soltei.

Mas não foi só um peidinho. Nesse momento eu só senti uma “água” passando pelo cu, na mesma hora eu já me levantei para não sujar o banco do carro de bosta. Sim, meus amigos, me caguei todo. Saí do carro para me olhar no reflexo do vidro e vi aquela mancha enorme na calça. A merda passou pela calça e me sujou todo. Foi uma destruição total.

E como desgraça pouca é bobagem, o funcionário estava passando pela calçada e me avistou. Acenei pro infeliz, fingindo está falando no telefone e esperei ele abrir a droga do portão. Entrei correndo pra ninguém ver ou sentir e fui até o banheiro avaliar melhor a situação. Não teve jeito, não dava para esconder. Eu precisava ir embora dali urgente. Meu chefe ainda não tinha chegado, então saí de lá sem ser visto, coloquei um pano no banco do carro, me sentei e fui para casa tomar banho e trocar de roupa. Nunca andei tão rápido de carro na minha vida toda… e aquele cheiro de merda exalando, putz… sem comentários!

E adivinhem só? Ainda tinha mais merda pra acontecer. Cheguei em casa e lembrei que a chave do portão ficou com a minha mulher. Resultado: tive que pular o muro todo cagado e ainda passar pelo constrangimento de levar uma bela de uma cheirada violenta do meu cachorro.

Banho tomado, tudo ok, voltei para o serviço e para completar o dia de merda, levei advertência do patrão por ter chegado atrasado. Sim, eu devia ter me explicado, mas a galera ia me zoar demais. Então deixei pra lá.

Moral da história: Nunca duvidem do poder de um peidinho. Valeu!

– Alex

Envie também a sua história!  [email protected]

sujou até as meias e ainda entrou na empresa kkkk
sujou até as meias e ainda entrou na empresa kkkk
Dicas

Blizhost hospedagem de sites
Comenta aí, coruja! Para comentar você tem que estar logado no facebook. Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade sua.

Deixe seu Comentário