INSÔÔNIA.com
ACONTECEU COMIGO #52
jun
25
2014

Buenas!!

Comecei a ler a pouco o site e me identifiquei com várias histórias contadas nesse espaço, (li todas em uma madrugada!) ri de várias, me emocionei com outras, e resolvi compartilhar minha história com os leitores também.

Prefiro não me identificar pelo motivo de alguém que não precisa saber que fui eu que escrevi, tenha certeza que a história é minha (conheço muita gente que lê o site). Melhor ficar no anonimato!

Tenho 24 anos, não sou expert no quesito relacionamentos, sai a pouco tempo de um namoro de seis anos, mas essa é outra longa história triste que pretendo enviar-lhe em breve.

Nunca fui o cara do tipo “pegador”, fiquei com pouquíssimas meninas na minha vida, namorei por seis anos, (minha primeira namorada). Não fui criado “para o mundo” como alguns dizem, sempre fui caseiro, induzido a estudar, comecei a sair de casa aos 16, 17 anos, enquanto o resto da gurizada já saia aos 12, 13 anos. Talvez isso tenha influenciado um pouco (bastante) em minhas reflexões…

Sem mais delongas! No início de 2013, ainda meio “grog” pelo fim do namoro de 6 anos, começava aos poucos a sair com os amigos pra festas, me reunir a galera pra conversar, ficar com uma guria aqui, outra ali, nada sério. Um certo sabadão eu já pronto pra sair pra uma festa com meu irmão e mais dois amigos, um amigo meu dos tempos do exército, liga, do nada, fazendo a seguinte proposta:

– Cara, eu e meu primo vamos viajar pra outra cidade, conhecemos 3 gurias pra gente ficar essa noite. Sobra uma. Pensei em ti vamo nessa? Só tem um porém. Elas tem namorado.

Daí eu pensei: Aceitava a proposta dele (no qual eu não falava a um tempão), de sair com essas gurias que até namorado tinham (deviam ser baita bucha) ou saia com meus brothers de fé, pra festinha onde sempre tinha uma confirmada?

Enrolei tanto pra me decidir, que os caras acabaram indo viajar pra essa outra cidade (bem próxima da minha), trouxeram as gurias pra cidade onde eu moro e já estavam em frente a minha casa, buzinando e me chamando pra sair.

Daí não tinha escapatória né velho! Seja o que Deus quiser, vamo encarar essas bucha!

Cara quando eu entrei naquele carro, já tinha uma do lado desse meu amigo no carona, a outra já abraçadinha no primo dele e a que sobrou… Meu Deus! A que sobrou era uma princesa, de tão linda.

Bah, já fiquei faceiro que nem mosca em tampa de xarope! Começamos a conversar ali no carro mesmo, porem ela não dava muita entrada, tava meio desconfiada, sei lá…

Papo vai, papo vem, fomos para um ponto turístico legal aqui da cidade, que fica meio afastado, um baita lugar. Ficamos escutando um som, tomando uns aperitivo, nessa o meu amigo e o primo dele já estavam ali na pegação com as outras gurias e eu ali só na conversa, kkkkkkkkk. Mas que conversa boa!! Sabe quando tu fala com a pessoa, e ela corresponde exatamente aquilo que tu espera? Mesmos gostos, mesmas preferências, tava tudo muito sincronizado. Conversávamos a menos de duas horas e parecia que nos conhecíamos a décadas, entende?

Estava tudo tão bom, melhorou ainda mais depois do beijo. Que beijo perfeito!! Foi com certeza uma das melhores noites da minha vida!

Mas tudo que é bom dura pouco, já estava chegando a hora de levar as cinderelas pra casa. No caminho mais conversa, mais afinidades descobertas, mais pegação… Que noite!

Depois disso desencanei, pensava pra mim que tinha sido apenas uma aventura dela, não levei muito a sério com medo de uma decepção, mas que eu tinha gostado dela eu tinha, como tinha!

Uma semana depois, uma das gurias que estavam com ela, me achou no Facebook e me mandou uma mensagem:

– Cara, tu gostou da minha amiga? Ela não para de falar em ti, ela gostou muito de ter ficado contigo e quer te ver de novo, add ela.

Sem pestanejar fui lá e add ela. Conversávamos todo santo dia, ela falou que estava apaixonada por mim, nunca tinha conhecido ninguém como eu, que tinha que me ver de novo. Daí ferrou né velho…

Fiquei bobo, tava tudo perfeito. Aquela guria linda que eu tinha ficado e pensado que nunca mais ia ver, tava ali, falando comigo, querendo me ver de novo. Algumas semanas depois ela retornou pra minha cidade, passamos outra noite aqui na casa de uma amiga dela e rolou o inevitável! Essa sim foi uma baiiita noite!!

Ela cada vez mais dizendo que era louca por mim, sentia ciúmes das minhas saídas, me ligava umas quantas vezes ao dia pra saber como eu estava, longas horas de conversas na madrugada, tudo me dava certeza do sentimento dela por mim.

Insisti diversas vezes pra que ela terminasse o namoro dela, pois eu não me sentia bem sabendo que a guria que eu gostava era de outro cara. E nem que o cara tava sendo corno (eu não gostaria que fizessem comigo). Ela sempre justificava falando que não podia terminar, porque era como uma filha pra família do namorado, gostava dele mas não sentia por ele o que sentira por mim, a família dela (principalmente o pai) iria matar ela blá, blá, blá…

Um belo dia no alto da minha ilusão, ela deixa uma mensagem no Face, dizendo pra mim esquecer ela, e que se arrependeu de ter feito o que fez com o namorado. Me exclui do Facebook, do celular, da vida dela!

Nunca mais a vi, espero do fundo do coração que ela esteja bem, não guardo mágoas.

Sei que muitos que estão lendo agora já passaram por algo semelhante. Deixo meu depoimento para que sirva de lição e aprendizado pra alguém que esteja passando por essa mesma situação. Nem tudo na vida é como a gente planeja, como gostaríamos que fosse.

Cabe-nos perceber quando este tipo de coisa acontece, saibamos refletir bem em nossas atitudes, colocarmos-nos no lugar da outra pessoa. A grande maioria das vezes somos mesquinhos e queremos apenas saciar nossas vontades, suprir nossas necessidades momentâneas, sem pensar nas consequências dos atos.

Ingenuidade minha? Talvez…

O bom disso tudo é o aprendizado, quedas fazem a gente levantar mais forte!

Segue o baile, bola pra frente!!

Abraço gurizada!!

aconteceu_comigo

Envie também a sua história: [email protected]
Envie também a sua história: [email protected]
anuncie

Blizhost hospedagem de sites
Para comentar você tem que estar logado no facebook. Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade sua.

Deixe seu Comentário