INSÔÔNIA.com
A mãe da lutadora Ronda sugeriu a filha quebrar o braço da brasileira Bethe
jul
31
2015
Curiosidades / Por: Gislaine Lima ás 1:31

As lutadoras Ronda Rouseye e Bethe Correia se enfrentarão neste sábado aqui no Brasil e a luta promete pegar fogo. Isso porque não se trata mais de uma luta para competir o cinturão, as duas andaram trocando ofensas e a briga se entendeu para o lado pessoal.

A troca de farpas começou junto com o anúncio da luta. Ronda escolheu o Brasil para defender seu cinturão depois que Bethe bateu em suas amigas. A brasileira encarou a escolha como uma provocação e ofendeu a americana dizendo “Espero que Ronda não se mate depois que perder”. O que a maioria das pessoas não sabiam, é que o pai da campeã se suicidou quando ela era menina. Ronda nunca comentou sobre isso e se sentiu muito ofendida.

“Ela passou dos limites. Falou coisas tipo: espero que não volte a usar drogas depois de apanhar de mim. Espero que ela não se mate. E dar risada. O problema é que o meu pai se matou. Foi aí que ela passou do limite. Entre mexer com minhas amigas e pegar uma chance de lutar pelo título, ela desrespeitou a maior tragédia que minha família já viveu. E deu risada. Isso não é promover a luta. Ela foi longe demais e eu não perdoo coisas assim”, afirmou Ronda.

ronda-rousey-e-bethe-correia

Bethe disse que não sabia que o pai dela suicidou, mas continuou com as ofensas. Nesta quinta-feira, 31, durante a encarada para fotos ao final do “Media Day”, a lutadora paraibana foi na cara da rival e, com expressão intensa, gritou: “Vem para a porrada, vem para o pau. Você vai ser nocauteada. Vou te meter a porrada!”

Confira o vídeo:

A mãe da Ronda, que já foi campeã de Judô, não ficou nada feliz com a situação. Também ofendida, sugeriu a filha para quebrar o braço da brasileira e se vingar de alguma provocação que a tenha abalado.

“Falei a ela para não prolongar a luta. Se ela quer dar seu recado, pegue o braço dela e torça até 45º para trás. Isso mandaria uma mensagem. Aí tudo estaria acabado e nós poderíamos crescer. Eu e as irmãs dela falamos a mesma coisa, temos motivo para isso” — explicou.

A mãe ainda concluiu:

“Você pode falar coisas, mas tem algumas coisas que não se fala. Não se ultrapassa o limite, não se traz isso à tona. Não se usa isso para chamar atenção ou fazer a luta mais empolgante”.

partiu rezar pra Bethe
partiu rezar pra Bethe
anuncie

Blizhost hospedagem de sites
Para comentar você tem que estar logado no facebook. Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade sua.

Deixe seu Comentário