INSÔÔNIA.com
10 Curiosidades sobre o Ano Novo – Saudações
dez
30
2014
Curiosidades / Por: Rafael Ladwig ás 21:43

Fala galera, tudo beleza?

Sei que poucos leitores me conhecem, porque eu comecei no blog recentemente e como é final de ano estou viajando e com pouco tempo, mas logo logo estarei com vocês todos os dias ou a patroa me põe na rua.

Meu nome é Rafael Ladwig e sou o “Estagiário” do Insoonia. Não é porque tenho pouco tempo de blog que deixarei de vir aqui dar minhas saudações! Como meu passado aqui no Blog é apenas como leitor, falarei um pouco do futuro. Sei que de inicio vão estranhar muito meus posts, ainda mais que tenho um estilo e alguns pontos de vista diferente dos da Gi, mas logo vocês se acostumam e vão ver como é bom ter pontos de vista diferentes em alguns assuntos. ou talvez vocês não gostem e me odeiem para sempre.

 

Caso queiram me conhecer um pouco mais, enviar sugestões ou socializar comigo, ai em baixo tem os links das redes sociais:

icone_facebook-150x150agitai-150x150Twitter-icon1-150x150

Desejo a todos um bom final de ano e um inicio de ano melhor ainda, porque pra mim mais vale o ano que se inicia do que o que se acaba. Desejo a todos os leitores que passem bem a virada e o ano que se segue, um abraço a todos e feliz ano novo. Só a Gi tem essa intimidade de dar um beijo na bunda

Ah segue abaixo algumas curiosidades sobre ano novo assim como prometido no titulo:

2015_new_year

1. O Ano Novo é o feriado mais antigo do mundo. Ele já era comemorado na Babilônia 4 mil anos atrás.

2. Até 153 a.C., o Ano Novo era comemorado em 15 de março. Nesse ano, os romanos declararam dia 1º de janeiro como o Dia do Ano Novo. Julio César, quando adotou o calendário juliano em 46 a.C., manteve a data. Quando o calendário gregoriano foi implantado, em 1582, o dia 1º de janeiro continuou a ser reconhecido como o Dia do Ano Novo. Desde o início, a escolha foi totalmente arbitrária: não há nenhum motivo agrícola ou astronômico. O calendário gregoriano é quase universal. Mesmo em alguns países não cristãos, ele foi adaptado às próprias tradições ou adotado apenas para uso civil, mantendo-se outro calendário para fins religiosos. Alguns países ainda comemoram a passagem do ano na primavera, época de renovação das colheitas.

3. As promessas feitas na passagem de ano, tão comuns e tão descumpridas, não são uma tradição recente. Os babilônios já as faziam há 4 mil anos. Mas em vez de resolverem levar uma dieta a sério ou parar de fumar, eles juravam de pés juntos que, tão logo acabassem as festas, devolveriam equipamentos de agricultura que haviam sido emprestados por amigos.

4. A tradição de usar um bebê como símbolo do Ano Novo foi adotada pelos gregos por volta do ano 600 a.C. Eles desfilavam com um bebê dentro de um cesto para homenagear Dionísius, o deus do vinho. O ritual era a representação do espírito da fertilidade, pelo renascimento anual de Dionísius.

5. Foi na França, em 1885, que se usou pela primeira vez a expressão “fim de século”.

6. Em algumas culturas, o Ano Novo é também comemorado como a Festa da Circuncisão de Cristo.

7. Na Dinamarca, era sinal de sorte encontrar louças quebradas na porta de entrada de casa no dia do Ano Novo. Por isso, os dinamarqueses costumavam quebrar pratos na véspera do Ano Novo e colocá-los na porta da casa dos amigos. Por ser pouco prática, hoje a tradição quase não é mais praticada.

8. Em 1995, os moradores de Talca, pequena cidade do Chile, iniciaram a tradição de passar a véspera do Ano Novo junto aos familiares mortos. Lá, as famílias comemoram a data no cemitério, perto das covas dos parentes. Isso já é praticado por cerca de cinco mil pessoas.

9. Quando o calendário romano foi criado, o mês de janeiro foi nomeado em homenagem ao deus Janus (“porta”, em latim). Janus tem duas faces, uma virada para a frente e a outra virada para trás. Ele passa a mensagem de “abertura de novos tempos”.

10. Os romanos começaram a tradição de trocar presentes na véspera do Ano Novo. Eles davam mudas de árvores sacradas uns aos outros, como símbolo de boa sorte. Até hoje a tradição permace, apesar de os amuletos serem outros (calcinhas da sorte, pingentes etc.).

 

Até ano que vem!

Sem Perca Total na noite da virada galera
Sem Perca Total na noite da virada galera
anuncie

Blizhost hospedagem de sites
Para comentar você tem que estar logado no facebook. Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade sua.

Deixe seu Comentário