“Tô grávida! E Agora?” | Blog Insôônia
O melhor jogo online
“Tô grávida! E Agora?”
nov
16
2010
Dicas / Por: Coruja ás 13:46

Opa, e aí, corujas, como vão?

Você é uma menina de 16 anos e tá ficando com o carinha mais desejado do colégio. Saem, andam no shopping, conversa vai e conversa vem começa o amasso. Ele começa a colocar a mãozinha em certos lugares que te dão uma sensação estranha, mas ótima. O beijo fica mais quente. A mão começa a deslizar mais. Vc sente, pela primeira vez na sua vida o tão falado tesão (tesão não é gíria, é termo científico, tá?). Vc vai na casa dele e sempre rola esses amassos, e um dia ele te pede pra ir mais além. Mesmo muito confusa com tudo que tá acontecendo, vc concorda. Aí vcs transam. Vc sente uma dor enorme, mas o tesão é maior. Legal, acabou, vc vai pra sua casa. Dias depois, vc sente enjoo. A menstruação atrasa e começa a sentir nojo até de miojo. Fala com o “namorado” e ele fica branco como neve de medo. Resolvem fazer um examezinho desses de farmácia, só pra ter certeza, porque vai que… né? Aí vem a bomba: você está grávida. E agora?

Pois é, crianças, cerca de 12% dos bebês que nascem nesse país são filhos de adolescentes. E como encarar uma gravidez na adolescência? Você tem sonhos, planos de estudar, viajar, sair e dançar muito na vida ainda, beijar muito, e de repente sabe que tem um ser crescendo dentro da sua barriga. #comofaz ? E isso não se aplica só às meninas. Os meninos tb passam pela mesma angústia ao saber que vão ser pais. A sensação que se sente é a mesma que diz uma música do Ira: eu ainda sou o filho. Ou seja, vc é total e completamente dependente dos pais, e não só de dinheiro, mas psicologicamente e socialmente. Ou seja, vc não sabe se virar sozinho. Como fazer?

  • Meninas: vc vai ser mãe, e vai precisar de muito, mas muito apoio de um adulto. Seja a mãe, uma tia. Elas ja passaram por isso e tem a devida estrutura psicológica pra entender o que é dar à luz. Seu corpo está numa fase de mudanças normais da adolescência, e a gravidez vai acentuar essas mudanças. Esteja pronta!
  • Meninos: cara, vc é pai! Se toca, vai arrumar um emprego, caçar um meio – legal – de ganhar um dinheiro. Abandonar a menina é algo totalmente imbecil. Vc vai ter que assumir essa criança, mesmo que não case. É um ser que vai vir ao mundo e vai precisar de você tanto quanto vc ainda precisa dos seus pais.  Busque informação, frequente cursos, peça ajuda de um homem mais velho – o pai, mesmo, ou um parente. Vc vai precisar amadurecer. É o jeito!

Só um aviso básico: abortar, além de ser crime, não é o jeito mais facil de resolver uma gravidez indesejada. Entregar pra adoção tb não é simples como parece. O que fazer com a criança? Criar, oras! Leve a frente sua vida de mãe/pai, peça ajuda. Oriente os amigos sobre a gravidez indesejada, agora que vc tem experiência própria.   E o pricipal: ame essa criança. ela vai precisar de você pelo resto da vida dela.

Bái! @wesleytalaveira

PS: Vou escrever algo sobre sexualidade aqui no Insoonia, mudanças no corpo, primeira vez, anticoncepcional, gravidez e etc, tirando dúvidas que por acaso vcs tenham. Quiserem participar, me escrevam no Twitter ou mandem perguntas pra [email protected] Não sou especialista, mas vou tentar consultar uma amiga minha que é psicóloga especializada em sexualidade e esclarecer as dúvidas de vcs, OK?
Coruja
adolescente, gravidez, sexualidade, Weslley Talaveira
Coruja
Os comentários do blog são via facebook. Para comentar você tem que estar logado lá! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade sua.

Deixe seu Comentário

Todos os direitos reservados - 2016
Todos os direitos reservados - 2016