Peripécias de um Motel #07 | Blog Insôônia
O melhor jogo online
Peripécias de um Motel #07
jun
30
2011

Oi corujas! Como vão todos vocês?

Podem me xingar, (mentira, não pode não!!) semana passada não teve o nosso querido Peripécias por motivos de Feriado! Rsrs

Maaaaaaaaas essa semana voltamos no pique do guaxinim com sarna!

Aproveitando a deixa: follow-me baby @aline_leitte

Alguns dias atrás, deixei 3 histórias para serem votadas!

Não lembro quais são! Hahahaha

Mas, o mais importante eu lembro!

A mais votada foooooooooooooooooooooi:

Pocket Histories

Alguns de vocês devem estar se perguntando: “Aline, sua linda! O que seria Pocket Histories?” Simples!

Pocket, são pequenos fatos engraçados/estranhos/constrangedores que não rendem um post inteiro! Então junto alguns e faço um post!

Vamos lá?

“The Fish-Ball-Cat”

Lembro que esse fato aconteceu em um domingo de manhã, logo que eu comecei a trabalhar no motel. Encostou um carro e baixou o vidro bem pouco, no máximo na altura dos olhos. Não consegui entender o que ele dizia e pedi para que abaixasse mais o vidro. Assim o cliente fez. Entreguei a chave do apartamento e abri o portão. Portão eletrônico, para quem não sabe demora a abrir, ainda mais o do Motel que é maior do que aqueles que são colocados em residências. Outro detalhe, é que a recepção fica em um nível mais alto do que o dos carros, e devido á isso, vê-se tudo dentro. Assim que o portão começou a levantar, o cliente pegou a mulher que estava do lado dele pelos cabelos e a guiou até o menino dele. Ela tirou para fora da calça, e começou a fazer o serviço ali mesmo. E o pior de tudo, na minha frente! Acho que eu nunca desejei que o portão abrisse tão rápido! E pra piorar a situação, ele não percebeu que o portão já havia aberto, e eu tive que avisar. Hahahahaha =)

Avisei, o rapaz agradeceu, a menina continuou narrando a partida de futebol ali mesmo. Eles entraram para o quarto e lá terminaram o que começou na minha frente!

Nota:  Por favor, né gente! Comece a safadeza depois que passar do portão pô! Ninguém é obrigado a ver sua minhoquinha! Rsrsrsrs

“And I’m crazy, but you like it loca, loca, loca…”

Sábado de manhã, motel cheio, mas o movimento estava tranquilo! Estava de boa, comendo uma pipoquinha que a cozinheira havia acabado de estourar. Chega uma moça a pé, atendi. Ela me disse que havia pago uma pernoite, e que gostaria de ir para o quarto. Olhei todos os quartos, nenhum estava pago. Ela insistiu. Então disse para ela ir ao Motel concorrente, talvez seria lá que ela havia ficado. Assim ela fez.

Menos de 10 minutos depois ela voltou. Disse que não foi no outro motel, e que havia sido ali mesmo. Perguntei se ela sabia o nº do quarto, mas ela não sabia. Chequei de novo todos os quartos, realmente não havia nada pago. Ela insistia que havia pago a suíte e uma Lasanha. Dizia também que havia somente tomado um banho e saiu para uma festa. Informei a ela que naquela noite não havia sido feita  nenhuma Lasanha, e que não tinha nenhum quarto pago. A mulher se descontrolou e começou a gritar freneticamente: “Abre esse portão pra miiiiiiiiiiiiiiim, eu quero dormiiiiiiiiiir.”

Tomei um puta susto! Disse que não ia abrir.

“Abre pra mim, eu paguei, abre pra miiiiiiim”

Tentei explicar, mas ela não queria explicação, e continuava a gritar.

“Abre esse portão pra mim, eu não dormi a noite inteira.”

Fechei a janela, e deixei ela gritando. Ela se acalmou e disse: “Moça, abre pra mim. Deixa pelo ao menos eu ver o pátio.” Afirmei que não abriria, pois não sabia quem ela era, e não abria o portão para qualquer pessoa.

Aí que ela ficou louca! Hahahahaha Ela começou a gritar, esbravejar e me ameaçar. Disse até que ia me bater.

Eu disse a ela que ia chamar a viatura, e ela me mandou chamar até o Papa se eu quisesse! Rrsrsrs Ela pediu para falar com a cozinheira, pois era amiga dela. Chamei, e como o esperado a mocinha não a conhecia!

Nisso, os funcionários da outra unidade ouviram os gritos e chamaram o gerente. Assim que eu liguei para ele, ele já estava na porta. Perguntou para mim o que estava acontecendo. Eu expliquei tudo. A mulher mais calma, disse que queria ver o pátio. Eu já estava nervosa com a mulher, disse novamente que não abriria o portão para qualquer uma. Rsrsrs

Ele já nervoso, me mandou abrir o portão para mulher ver o Motel. Assim que eu abri, com a cara mais lambida do mundo. Ela disse que não era lá o Motel que ela havia pago a pernoite, pois o pátio do Motel que ela havia ficado era de pedrinha! Hahahaha Colocou o rabinho entre as pernas e foi embora!

O que tiramos de conclusão corujinhas? Não faça um barraco, a não ser que você tenha certeza! Rsrs (E não ameace as recepcionistas!rsrs )

“Lemon Party??”

Cheguei para trabalhar, a outra recepcionista me informou que havia um cliente que não parou de perturbar a noite inteirinha! Pensei comigo: “É hoje!!” Não demorou muito, o telefone começou a tocar. O senhor perguntou se eu tinha o telefone de alguma garota de programa para passar para ele. Disse também que tinha que ser uma menina liberal, por que quando ele bebe, ele gostava de dar o ‘marquês de rabicó’ Rsrsrsrs Fiquei boba né? O que eu tenho a ver com as necessidades dele pô!

Passei o telefone. Passado um tempo, ele me ligou de novo pedindo uma Prótese e uma calcinha. Assim que eu mandei os produtinhos, ele me ligou dizendo que não era bem uma Menina que ele queria.

Como eu já estava irritada com tanta perturbação, perguntei se ele queria um travesti ou um garoto de programa. Com vergonha, ele me disse que queria o contato de um travesti. (Pensei comigo, pra que mais um pinto meu Deeeeeeeeus!)

Mais ou menos uma meia hora depois, ele me liga. Meio sem graça, pedindo o telefone de um garoto de programa, com toda calma passei o telefone, e quase mandei ele ir tomar no cú! (Literalmente!!!)

Uns 20 minutos depois da ligação chega um táxi com o travesti. Ele (a) me informou o nº do quarto do Senhor. Assim que o táxi foi embora, encostou uma moto (com um homem muito lindo, diga-se de passagem!) e também me informou a mesma suíte. Como assim gente?

Pela minha conta são 4 pintos! Que velhinho guloooso! Como eles estavam em uma suíte perto da recepção, deu para ouvir algumas barbaridades.

Mas na minha opinião a pior foi: “Vem gente, hora do trenzinho…” WTF? Hahaahahahahaha

Algum tempo depois, os acompanhantes foram embora.Logo em seguida o Senhor também. Enquanto pagava, ele me disse que gostou muito da estadia, e que adorou os acompanhantes, pois eles “comiam” muito bem. ~~Poker face~~

Não falei nada.Não tinha o que falar.Podia ter dormido sem essa!

É isso galerina do mal!!

Espero que tenham gostado!! Pra semana que vem, o que vai ser?

– Pocket Histories II

– Vanessão, cadê o dinheiro?

– Festa no apê

Beijo me liga! @Aline_leitte

Os comentários do blog são via facebook. Para comentar você tem que estar logado lá! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade sua.

Deixe seu Comentário

Todos os direitos reservados - 2016
Todos os direitos reservados - 2016