Leis de toque de recolher. Vamos conversar um pouco? | Blog Insôônia
O melhor jogo online
Leis de toque de recolher. Vamos conversar um pouco?
ago
27
2010
Textos / Por: Coruja ás 10:30

Opa, diz aí, povo, tudo bem?

Galera, na terça eu coloquei aqui no blog o post comentando a Lei de Toque de Recolher da cidade de Fernandópolis-SP, que autoriza a Policia a pegar os “espertinhos” cabulando aula e levar de volta pra sala, lembram?

Pois bem, eu pedi procêis deixarem opinião pra gente fazer um bate papo sobre esse assunto. E olha, cada comentário bom! Me surpreendi de verdade!  Tivemos mais de 130 comentários e infelizmente não dá pra copiar todos, mas destaco alguns que achei bastante interessante: o Phelipe disse que “se os alunos estão evadindo a sala de aula é pq as escolas não estão conseguindo se mostrar interessante para os alunos“. Vc tocou num ponto importante, cara. Antes de falar que não pode cabular aula, nossos governantes deviam ver porque os alunos não querem assistir aula, não é?

A lindíssima @jo_falconi disse: Não acho que proibir seja o certo.  Afinal, o que é proibido é mais gostoso =p Adolescentes gostam de burlar regras.  Proibir só vai tornar mais “legal”. Com certeza, anjo. Se tem uma coisa que não funciona com adolescente é a proibição. Proibir só vai dar mais vontade de fazer.

O aYo (ou a aYo, nao sei… rs) morou em Fernandópolis e aprova a lei: “Eu apoio essa atitude da cidade.  E quem é pego na rua não é multado, detido, marginalizado. Apenas colocado aonde assumiu estar, no ato da matricula“. E olha que diz a prefeitura de lá que os índices de crimes entre adolescentes caíram 80% , viu? Além do mais, vc disse uma coisa  certa: quando o sujeito assina matrícula, se compromete a comparecer nas aulas… rs

O Júnior disse: “existem muitos pais que sao omissos a este tipo de atitude dos filhos” e a Nanda R² tem a mesma opinião.  Vcs falaram tudo: os pais estão cada vez mais omissos hoje em dia.

A Denise fez uma crítica interessante: “Nossos profissionais da educação tem um desafio massante de se vestir de personagens para tentar chamar a atenção do aluno, para que de fato seja competente no que faz. Mas a profissão torna-se inútil quando os DESINTERESSADOS “matam” aula para fazer coisas sem conteúdo algum” Nesse caso, Denise, não seria o professor que está sem qualquer apoio do poder público, seja o governo, prefeitura?

Galera, respeitando todas as mais de 130 opiniões, percebi que todos pensam igual em alguns pontos:

  • Todos concordam que a educação no Brasil precisa melhorar. Aulas chatas, professores às vezes despreparados, escolas péssimas, professores que precisam fazer milagre com um giz porque não tem material didatico na sala.
  • Educação vem de casa. A convivência com a família precisa ser boa, precisa ter diálogo, não ter vergonha da conversar com  o pai ou a mãe. A escola pode ser a melhor do mundo, mas se o aluno não tem boa convivência em casa, não adianta nada.
  • Proibir não resolve, pois só aumenta a curiosidade, mas por outro lado, todo mundo precisa de limites. Principalmente adolescentes, que acham às vezes que podem tudo…

Bom, povo, o assunto rende, se deixar escrevo muito aqui (já deu pra perceber que só faço textos longos, né? haha).  Pra concluir, todo mundo sabe que, se com estudo a coisa tá difícil, sem estudo fica pior.  Seja lá como for, a gente precisa encarar a responsa de estudar, pegar livro, ler MUITO, ouvir, conversar com quem entende. E os professores tão lá pra isso. Por que não aproveitar que tem que estudar e fazer disso algo bom?

Bái! @wesleytalaveira

Coruja
alunos, educação, escola, Weslley Talaveira
Coruja
Os comentários do blog são via facebook. Para comentar você tem que estar logado lá! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade sua.

Deixe seu Comentário

Todos os direitos reservados - 2016
Todos os direitos reservados - 2016