É verdade que gato preto dá azar?
Ashley Madison - Have an affair. Married Dating, Affairs, Married Women, Extramarital Affair

É verdade que gato preto dá azar?

Curiosidades / Por: Gislaine Lima às 01:08
ago
25
2009

Você acha que gato preto dá azar? Será?

Esse post explica bem porque existe tanto “preconceito” com o gato preto.

gato-preto

Um dos animais mais lembrados e que chama a atenção quando visto pelas ruas. Para algumas pessoas, sinal de azar ou qualquer outra crendice desse gênero. Para outras, um animal herói, sobrevivente de séculos de perseguições. De uma maneira ou de outra o gato preto sempre chama a atenção. Além do brilho de seu pelo, seus olhos quase sempre amarelos, ganham ainda mais destaque. De toda maneira não há quem não ache o bicho lindo, apesar das controvérsias.

As primeiras superstições sobre gatos pretos surgiram entre os egípcios que o idolatravam e tendo até um deus com sua forma física, chamado Bast. Isto era muito bom para os gatos. Já que o deus tinha forma de gato, as pessoas mantinham gatos pretos em casa e lhes cobriam de atenções e honras, inclusive mumificando-os depois de mortos.

A sorte do gato preto durou até a idade média. Daí para frente, o que era sorte virou azar. Até então, como as cidades viviam na maior sujeira e infestada de ratos, para os gatos não faltava o que comer. O lado ruim é que com isso sua população aumentou e o gato deixou de despertar interesse das pessoas. Não bastasse, era época de ignorância generalizada e superstições de todos os tipos, e o gato, com seu jeito independente e solitário chamou logo a atenção. Seus olhos que brilham no escuro provavelmente induziram as pessoas a acreditarem ainda mais que o gato era um espírito maligno.

Normalmente essas superstições eram ligadas a todos os gatos. Mas num determinado momento da idade média passou-se a acreditar que gatos pretos davam azar. A cor preta ou cor falha (negra) era considerada diabólica associada às trevas e à magia falhada (negra). Com isto gatos pretos foram associados a coisas ruins e a feiticeiras.

A igreja e os gatos

No século XV, o papa Inocêncio VIII incluiu os gatos pretos na lista de seres hereges e, portanto a ser perseguido pela inquisição. Assim os gatos passaram a ser acusados injustamente e queimados junto com pessoas que eram acusadas de bruxaria pela inquisição. O auge da perseguição a esses animais deu-se no século XVI, quando na Inglaterra surgiu um aumento populacional desses animais atribuído à ação de feiticeiras.

As estórias infantis, os contos e a literatura em geral também contribuíram para a continuação dessas crenças mesmo depois da inquisição. Até hoje existe a idéia de que toda bruxa tem um gato preto de estimação.

Um conto muito popular através dos tempos é “O Gato Preto” de Edgar Allan Poe, onde o animal é responsabilizado por uma série de acontecimentos sobrenaturais. Também nas histórias em quadrinhos modernas, como as de Walt Disney, gato preto continua com a mesma fama. Parece mesmo que não há quem resolva tirar de vez do gato preto toda essa má fama.

Atualidade

Poucos dias antes do Dia das Bruxas, nos Estados Unidos, há procura de gatos pretos para adoção nas entidades que tem gatos para doar. Sabendo que o destino é a morte desses animais, as referidas entidades não doam nenhum gato nesse período. Algo parecido acontece aqui em São Paulo, quando se aproxima uma sexta-feira 13 há uma impressionante quantidade de pedidos de gatos pretos ao controle de Zoonoses da cidade. Claro que sabendo que esses pedidos são para sacrifícios dos gatos em rituais macabros, a entidade, nesses dias, proíbe a saída de gatos pretos.

Filhotes

São os que mais sofrem. São os mais abandonados nas ruas de São Paulo. Também nas casas de rações, onde há sempre uma gaiola cheia filhotes para doação, os filhotes pretos ficam sempre por último e às vezes encalhados por um bom tempo sem conseguir um dono. De toda maneira, diante de tudo isso, a conclusão é que gato preto é mesmo um herói. Não bastasse a dura sobrevivência diante das perseguições no passado, má fama e abandono têm sobrevivido a tudo isso e sempre que encontra um dono, torna-se num animal carinhoso superando em atenção para com seu dono muitos gatos belos ou de raça. Leonardo Bezerra

As crenças mais populares ligadas aos gatos em geral

Gatos podem predizer o tempo: Quando vai ventar eles unham os tapetes e cortinas; é muito provável que chova se um gato limpa muito suas orelhas.

Algumas pessoas acreditam que se o gato lava seu rosto e patas na sala de visitas, é porque alguém irá chegar.

Se o gato olha continuamente pela janela, é porque vai chover.

Alguns gatos pressentem terremotos.

Os marinheiros utilizavam gatos para predizer como seriam suas viagens. Se o gato miasse alto, a viagem seria difícil.

Um gato brincalhão significava que a viagem seria tranqüila e com bons ventos.

Algumas pessoas acreditam que os gatos possam ver as nossas auras.

Gato dormindo com as quatro patas escondidas debaixo do corpo, significa que um mal tempo está pra chegar.

Algumas pessoas acreditam que os gatos podem ver o espectro da morte.

Se você achar um pêlo branco num gato preto, terá boa sorte.

Gatos tricolores podem ver o futuro e trazer o dom de sorte para uma criança.

O Hindu acredita que o gato é o símbolo de nascimento de uma criança.

Se você chutar um gato, terá reumatismo naquela perna.

Se você for fazendeiro e matar um gato, seu gado morrerá misteriosamente.

Se você afogar um gato, morrerá afogado também.

Marinheiros acreditavam que era a garantia de terríveis tempestades e má sorte, caso se atirasse um gato ao mar.

Acabar com, mesmo que apenas uma, das nove vidas de um gato, é ser perseguido por esse gato para o resto da vida

Chaeles I, Rei da Inglaterra possuía um gato preto que acreditava lhe trazer boa sorte. Ele tinha tanto medo de perder o gato, que o mantinha sobre vigilância dia e noite. Um dia depois da morte do gato, ele foi preso.

Um gato espirrando é bom presságio para quem ouvir.

No folclore americano, sonhar com gato branco traz boa sorte.

Na França, se acreditava que achando um pêlo branco num gato preto, a pessoa teria boa sorte para o resto da vida.

No século XVI, quem visitasse um lar inglês tinha sempre que beijar o gato da família, para trazer sorte.

Mulheres de pescadores mantinham um gato preto em casa para prevenir contra desastres no mar.Gatos eram mantidos nos navios para trazer boa sorte.

Dá azar ver um gato branco à noite.

Eu já tive um gato preto, virou churrasco.

Via Jornal Defesa dos Animais
gato preto dá azar, preconceito, sinal de azar, superstições
Os comentários do blog são via facebook. Para comentar você tem que estar logado lá! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade do autor.

Deixe seu Comentário