Byafra e o mundo dos “artistas-deuses” | Blog Insôônia
O melhor jogo online
Byafra e o mundo dos “artistas-deuses”
ago
17
2011
Leitores Assíduos*, Leitura da Noite, Textos / Por: Coruja ás 16:00

E aí, corujas?

Antes de qualquer coisa, quero lembrar que exatamente hoje faz um ano que eu escrevo por aqui! Obrigado a todos que acompanharam, comentaram, elogiaram, criticaram. E continuem acompanhando! Pra quem não lembra ou nao viu, meu primeiro texto aqui no blog foi esse.

Mas o que eu quero falar na verdade é sobre o comercial do Byafra, que anda fazendo sucesso por aí. Sim, o comercial é engraçado. Mas o mais legal de tudo é o fato de o cantor não ter rejeitado fazer um comercial em que sabia que seria motivo de piadas. Bom, só o fato de ser um cantor brega já é motivo de piada por si só, mas além disse ele se expõe num comercial que o apresenta como insuportável, a ponto de um bandido deixar de roubar o carro por causa dele. Ele não se importou de fazerem piada com a música dele.

Sim, isso é legal se a gente pensar que no Brasil artista tem a mania de se achar deus. Ninguém pode falar, ninguém pode criticar, fazer piada (quem lembra da Juliana Paes processando o Zé Simão?). Enquanto nos EUA os artistas não estão nem um pouco preocupados em se expor e fazer graça com a própria imagem, no Brasil a tal da “privacidade” faz o artista se fechar numa redoma e ser adorado por uma legião de fãs. Isso sem falar no Roberto Carlos, que leva a sério o tal título de “rei”. Por isso é bom ver gente que não tá nem aí pra piada, é legal ver o Ronaldo parecer na TV e fazer piada com o próprio peso ou se deixar ser fotografado numa praia com a barriga espalhada por cima da bermuda. Querem fazer piada? Que façam.

Preservar a própria imagem? Bom, tem algo pior para a imagem de uma pessoa do que se apresentar como um arrogante inacessível?

Bai, povo! @wesleytalaveira

Coruja
Byafra
Coruja
Os comentários do blog são via facebook. Para comentar você tem que estar logado lá! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade sua.

Deixe seu Comentário

Todos os direitos reservados - 2016
Todos os direitos reservados - 2016