10 Maneiras de combater a síndrome da insatisfação | Blog Insôônia
O melhor jogo online
10 Maneiras de combater a síndrome da insatisfação
set
03
2009
Dicas, Textos / Por: Gislaine Lima ás 12:47

insatisfacao

Sente que a vida não é suficientemente excitante? Não consegue se entusiasmar ou motivar com nada? Acha que pode estar perdendo algo importante porque simplesmente nada o interessa ou surpreende? Foi assolado pela síndrome da insatisfação? Parece que não está sozinho. Todos nós sentimos isso numa altura ou noutra ou até em várias.

Mas o que fazer para combater essa síndrome da insatisfação? LOOK nas dicas:

1. Faça mudanças pequenas e positivas

Isto pode parecer um paradoxo. Efetuar mudanças pequenas e positivas – comer mais saudavelmente, fazer um pouco de exercício físico, criar um hábito produtivo, por exemplo – são formas espetaculares de se entusiasmar pela vida… porém, não é preciso alguma motivação e entusiasmo para iniciar este tipo de mudanças? Sim, um pouco… mas não muito. Se começar pequeno, não precisa de muita motivação. Basta começar. Depressa irá perceber que só o ato de iniciar e fazer alguma coisa irá dar-lhe algum alento e quando der por ela estará envolto numa espiral de mudanças positivas – cada uma a desencadear outra e outra e outra.

2. Expulse os pensamentos negativos

Um pensamento negativo não combina com uma existência excitante. Como é que pode desfrutar da vida com todos esses pensamentos negativos na cabeça? Neste caso, é um ou outro e a escolha é sua. Quer preencher os seus dias a pensar negativamente ou a amar a vida e a fazer coisas espetaculares? Já percebeu que se trata de uma simples escolha? Para conseguir expulsar os pensamentos negativos da sua mente e da sua vida, necessita apenas de estar consciente, ou seja, quando for assolado por um pensamento negativo, esmague-o como um bicho e substitua-o por um pensamento positivo. Não é fácil, mas com determinação e prática conseguirá… e a melhor parte é que funciona mesmo.

3. Veja o lado maravilhoso das coisas

Podemos dizer que este é o verso do ponto 2, mas a sua importância no combate à síndrome da insatisfação é tal, que merece o seu próprio destaque. Tudo aquilo que o rodeia tem um lado positivo e você apenas terá de se aperceber de quão sortudo realmente é. Fiquei sem Internet? Maravilhoso: foi muito mais produtivo e como acabei o meu trabalho mais depressa foi para casa mais cedo. A minha filha está a fazer uma birra porque quer o brinquedo que o irmão tem na mão? Ótimo: esta é uma excelente oportunidade para ensiná-los o que significa partilhar e aproveito para passar tempo de qualidade com a criançada. O meu avô faleceu? Esta é uma excelente oportunidade para fazer uma homenagem à sua vida extraordinária, para refletir sobre a forma como me influenciou, para aprender a gozar mais os meus dias, o tempo que passo com a família e os amigos, para refletir na preciosidade da vida.

4. Exercício físico

Nem todos somos grandes fãs do exercício físico, no entanto, há que reconhecer os seus poderes. Embora muitas pessoas se dedicam ao desporto para melhorar o seu aspecto e forma física, ele pode significar muito mais – para além de ser muito divertido, vai fazê-lo sentir-se mais saudável, mais enérgico e vai acabar por olhar para a vida com outros olhos. É um momento para relaxar e estar a só, para fazer brainstorming ou então para passar tempo de qualidade com um amigo ou o seu companheiro. Comece com 10 minutos de exercício físico por dia e veja como isso irá energizar a sua vida.

5. Estime os seus entes queridos

Uma das coisas mais importantes na vida são os nossos familiares, amigos e apoiantes, estão lá para o bom e para o mau. Faça tempo para estar com aqueles que mais ama – seja num passeio à beira mar, no sofá a ver um filme e a comer pipocas ou através de uma conversa telefônica. Há quanto tempo não está com o seu pai, mãe, irmão ou irmã? Telefone, visite ou envie-lhes um e-mail ainda hoje.

6. Persiga uma paixão

Fazer isto pode mudar vidas. A maior parte das vezes temos medo ou somos pessimistas sobre perseguir e concretizar uma velha ideia, mesmo que seja algo com que sempre sonhamos. Ao fazermos aquilo que amamos, ganhamos um novo fôlego, uma nova energia e um novo amor pela vida. Seja o que for a sua paixão, não a deixe escapar. Ainda não a descobriu? Comece a explorar novos passatempos e atividades – pode demorar a encontrar a sua verdadeira paixão, mas valerá cada minuto.

7. Fale e trabalhe com pessoas motivadas

Ao rodear-se de pessoas negativas, cínicas, entediantes e sem energia, isso irá refletir-se em si. Se fizer o contrário, é inevitável que a vontade de viver e de fazer manifestada pelos outros irá motivá-lo a fazer exatamente o mesmo ou mais ainda. Para além disso, é muito mais divertido (con)viver assim.

8. Faça uma pausa para retemperar forças

Existem dias ou semanas em que nos sentimos exaustos, esgotados e não há nada que nos consiga motivar. É normal. E é precisamente nessas alturas em que deve parar, sair da rotina habitual e fazer uma pausa. Isto não quer dizer que tem de apanhar o próximo avião para as Maldivas, basta fazer algo diferente como desligar-se do computador e da Internet e passar mais tempo ao ar livre; ou então, passar um fim-de-semana inteiro a fazer coisas divertidas ou então a fazer absolutamente nada. No final, sentir-se-á muito melhor, terá outra perspectiva sobre a vida e uma nova vontade de fazer mais e melhor.

9. Obtenha excelente feedback

Não há nada melhor do que obtermos elogios e um feedback encorajador por parte de família, amigos, colegas de trabalho, clientes e, porque não, pessoas estranhas. Até as críticas construtivas são boas. O poder de um excelente feedback está no fato deste nos ajudar a melhorar e a crescer como pessoas, a sentir que estamos no caminho certo, que aquilo que fazemos não é em vão. Não há melhor forma de combater a síndrome da insatisfação.

10. Ajude os outros

E se esse feedback que receber é de alguém que lhe quer agradecer por o ter ajudado num momento ruim, por o ter motivado a mudar a sua vida? A satisfação que retemos depois de ajudar alguém não tem preço. Mesmo que o seu trabalho principal não seja ajudar os outros, tente dedicar algum do seu tempo a fazê-lo, quer seja através de voluntariado, quer seja ser um simples ombro amigo para um familiar que esteja mesmo a precisar. Fará toda a diferença na sua vida.

Dicas escritas por Estado Zen
Gislaine Lima
como combater, Dicas, maneiras, síndrome da insatisfação
Gislaine Lima
Os comentários do blog são via facebook. Para comentar você tem que estar logado lá! Lembre-se que o comentário é de inteira responsabilidade sua.

Deixe seu Comentário

Todos os direitos reservados - 2016
Todos os direitos reservados - 2016